Pouco antes de uma votação do conselho deliberativo do Flamengo sobre uma nova parceira, a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, atendeu a imprensa nesta terça-feira (8) para falar sobre a negociação com Luiz Felipe Scolari. A dirigente confirmou que o Rubro-Negro iniciou conversas com o ex-técnico da seleção portuguesa, mas negou que o acerto esteja próximo.

"Todo grande atleta e grande jogador interessa a um grande clube como o Flamengo, mas até isso ser concretizado está muito longe. Nós temos um desejo futuro, e as conversas com o Zico foram nesse sentido também, mas não quer dizer que vai se concretizar. O Flamengo não está parado, existem conversas que podem evoluir ou não. A diretoria está pensando em ter as melhores condições de trabalho, aguardando as coisas acontecerem sem ansiedade ou necessidade imediata," explicou.

Sobre ter dito ao jornalista Renato Maurício Prado que a negociação estava praticamente fechada, Patrícia Amorim disse que houve um mal-entendido.

"Teve curto-circuito na história. Eu falei que tem um flerte, mas até sair o casamento..."

Fato é que todos no Flamengo negavam a história antes da presidente de pronunciar. O vice-presidente Hélio Ferraz disse que estava em Miami para resolver problemas familiares. O diretor Carlos Peixoto chegou a jurar pela saúde dos filhos que não estava com Hélio. Mas nesta terça, Patrícia confirmou que quem está conduzindo a negociação é a dupla.

Patrícia Amorim também lembrou que Felipão tem notoriedade e que existem outras propostas para ele. Ela ratificou o desejo de trazer nomes mundialmente reconhecidos pela competência para trabalhar no clube.

"Sempre queremos ter pessoas desse nível no Flamengo. Um Felipão, um Zico, um Leonardo..."

A presidente sabe que a torcida rubro-negra anda ansiosa para ver o clube contratar jogadores. Entretanto, por enquanto não há novidades. A política do clube, desde o acerto com Zico, vai ser anunciar os reforços somente depois que estiver tudo acertado.

"De concreto não tem nada. Estamos conversando com alguns, mas concreto é só quando assinar," explicou Patrícia Amorim.

Rogério Lourenço

Enquanto o acerto com Felipão não acontece, a dirigente garante que mantém a confiança em Rogério Lourenço. Ela disse que o atual treinador do Fla está por dentro de tudo o que está acontecendo.

"O Rogério é muito querido, temos uma relação franca, e eles (o treinador e Isaías Tinoco, gerente de futebol) acompanham esse movimento, que não causa desconforto. Até porque eu tenho que procurar o que é melhor para o Flamengo. Mas o Rogério continua sendo nosso treinador e tem contrato em vigor," declarou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]