Com o alívio de quem via a pressão sobre si crescer, o técnico do Paraná ClubePaulo Comelli celebrou a vitória de 2 a 1 dos seus comandados sobre o Mixto-MT, na estreia pela Copa do Brasil. Entretanto, o triunfo em Cuiabá não fez o treinador tampar os olhos para os diversos defeitos do seu time, sobretudo no setor ofensivo. Mais do que vencer, o Tricolor precisa evoluir.

"A vitória foi importante para nos dar tranquilidade no trabalho. Mas ainda não estou contente. Temos que evoluir, principalmente no ataque. O Osmar entrou, tentou, e sentiu o ritmo, mas tenho certeza que ainda vai nos ajudar muito. As dificuldades no setor ofensivo são muitas, e a diretoria sabe disso, perdemos muito jogadores ali e estamos atrás de algumas peças", disse Comelli, em sua entrevista coletiva.

Enquanto o Paraná tenta trazer mais dois atacantes (o último nome ventilado, Anderson Gomes, não virá), o técnico do Tricolor tenta trabalhar com o que tem em mãos e valoriza muito a personalidade dos jovens avantes Maicon e Bruno. O segundo, aliás, fez a sua estreia como profissional em Cuiabá e foi elogiado por Paulo Comelli.

"Foi importante a entrada de Bruninho, ele teve personalidade e quase fez o gol da nossa classificação. Ele e o Maicon vem crescendo é temos de colocá-los aos poucos, ainda mais quando a equipe está vencendo, para passar tranquilidade a eles", ponderou o treinador paranista. Sobre o próximo desafio, o clássico contra o Atlético na Arena, Comelli adotou um discurso modesto.

"O Atlético tem uma equipe boa, manteve a base da Série A do ano passado, a mesma equipe que evoluiu muito após a chegada do Geninho. Eles também se reforçaram, têm mais recursos que o Paraná e na Arena são sempre fortes, mas vamos tentar jogar o nosso futebol e sair com a vitória", finalizou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]