Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Antes mesmo de assinar contrato com o Flamengo, Petkovic avisou que voltaria porque faltava um título brasileiro na carreira dele. Virou motivo de chacota, deboche. Meses depois, neste domingo, o sérvio tem a chance de realizar o sonho. Basta vencer o Grêmio, no Maracanã. Mais do que uma oportunidade, ele encara o jogo como talvez a última chance.

"Para mim, esse título não tem preço. O jogador mais jovem talvez tenha a chance de ganhar daqui a dez anos, mas para mim não. No momento em que estou, perto do fim da carreira, seria maravilhoso" disse o apoiador, de 37 anos.

O carinho da torcida do Flamengo, Pet tem desde 2001, quando marcou de falta o gol do tricampeonato carioca sobre o Vasco. Ele tem a chance de multiplicar a idolatria no domingo. E aprendeu a valorizar sua importância para a torcida.

"Tenho consciência (de que sou ídolo), antigamente não tinha. Vivo momento maravilhoso. Sempre falei que a torcida é impressionante e o carinho que me dá, queria retribuir. Minha volta foi por causa disso", afirmou.

Enquanto os rubro-negros esperam que o próprio Pet e Adriano sejam os responsáveis por decidir o título para o Flamengo, o apoiador pede que a equipe mantenha a postura que a fez chegar à última rodada com chance real de ser campeã:

"Temos a chance de fechar o ano com chave de ouro. Espero que a gente consiga fazer aparecer o grupo, o coletivo, a união, porque só assim um ou outro jogador faz a diferença". O Flamengo precisa vencer o Grêmio, no Maracanã, para ficar com a taça.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]