Bogotá – A cidade de Bogotá vai parar domingo, durante a partida entre Colômbia e Brasil, estréia das seleções nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. São duas as expectativas: ver como se comporta a seleção local em sua nova tentativa de voltar a disputar um Mundial – ficou fora das duas últimas edições – e apreciar de perto o talento brasileiro de Ronaldinho, Robinho e Kaká, esse último eleito recentemente por atletas o melhor jogador da Europa em 2007. Os 42 mil ingressos colocados à venda já foram vendidos. Existe a possibilidade de o vice-presidente da Colômbia, Francisco Santos estar presente no Estádio El Campín.

O policiamento local também anunciou uma série de medidas para impedir e evitar contratempos durante a disputa. Haverá uma varredura nas imediações do estádio. Na organização e segurança da partida trabalharão 1.430 policiais. Eventos internacionais sempre trazem para a polícia colombiana uma dose extra de preocupação, sobretudo por ações dos narcotraficantes e de membros da guerrilha.

Câmeras de vigilância serão usadas desde as primeiras horas de domingo. Um helicóptero da polícia do distrito de Teusaquillo também foi disponibilizado. Ele sobrevoará o hotel onde as seleções ficarão hospedadas e o El Campín.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]