Ítalo Ferreira durante as quartas de final contra Kolohe Andino: vitória e disparada no ranking mundial. | Ed Sloane/WSL
Ítalo Ferreira durante as quartas de final contra Kolohe Andino: vitória e disparada no ranking mundial.| Foto: Ed Sloane/WSL

Após três dias sem a ondulação perfeita para a sequência da etapa de Margaret River do Circuito Mundial, os surfistas finalmente puderam cai na água nesta sexta-feira, na Austrália. Com três brasileiros na disputa a partir da quarta fase, apenas Ítalo Ferreira conseguiu avançar e chegou às semifinais da competição. Gabriel Medina, campeão mundial em 2014, e Caio Ibelli foram eliminados.

VÍDEOS: confira as principais ondas da etapa de Margaret River

O surfista potiguar chega às semifinais pela segunda vez consecutiva na perna australiana (as três primeiras etapas) do Circuito Mundial. Ele ganhou uma disputa direta pela vice-liderança no ranking de 2016 contra o norte-americano Kolohe Andino e vai enfrentar o havaiano Sebastian Zietz na briga pela vaga na grande final.

Esta semifinal poderia ser toda brasileira, mas Caio Ibelli caiu para Sebastian Zietz em uma sexta-feira com boas ondas em Margaret River. A outra disputa por um lugar na decisão será entre os australianos Joel Parkinson e Julian Wilson, que venceram as primeiras baterias das quartas de final.

Por ter chegado às semifinais, Ítalo Ferreira é o segundo colocado da temporada e agora tem chance de se tornar o líder na etapa do Rio, que acontecerá em maio no Postinho da Barra da Tijuca. Isso porque o australiano Matt Wilkinson, vencedor das duas primeiras etapas da temporada, foi eliminado na quinta fase pelo norte-americano Nat Young.

Nesta mesma quinta fase, uma repescagem, Gabriel Medina caiu em uma equilibrada disputa contra Ítalo Ferreira - 15.93 a 13.17. Antes, o campeão mundial de 2014 havia perdido a bateria tripla para Kolohe Andino, que fez 14.20 contra 12.00 do brasileiro e 12.00 do sul-africano Jordy Smith.

A maior nota: 9,87 (John John Florence)

Segunda maior nota: 9,83 (Kolohe Andino)

Para completar o pódio: 9,80 (Sebastian Zietz)

Bônus – a onda que colocou Ítalo Ferreira na semifinal: 9,13

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]