Lionel Messi é o grande temor da equipe do Copenhague, rival de hoje do Barça | Scanpix/ Reuters
Lionel Messi é o grande temor da equipe do Copenhague, rival de hoje do Barça| Foto: Scanpix/ Reuters

Tabela

Hoje

Grupo A17h45 Tottenham x Internazionale17h45 Werder Bremen x Twente

Grupo B17h45 Benfica x Lyon17h45 Hapoel Tel Aviv x Schalke 04

Grupo C17h45 Bursaspor x Manchester U.17h45 Valencia x Rangers

Grupo D15h30 Rubin Kazan x Panathinaikos17h45 Copenhague x Barcelona

Amanhã

Grupo E17h45 Basel x Roma17h45 Cluj (ROM) x B. de Munique

Grupo F17h45 Chelsea x Spartak17h45 Zilina (ESL) x Olympique

Grupo G17h45 Auxerre x Ajax17h45 Milan x Real Madrid

Grupo H17h45 Partizan x Braga17h45 Shakhtar x Arsenal

Londres - O Barcelona passou os dois últimos anos encantando o mundo com seu futebol mágico, mas não tem sido tão brilhante na atual temporada e perdeu para o Real Madrid o título de dono do jogo mais atrativo da Espanha. Sendo assim, não faltou quem se apressasse em dizer que o time catalão está em decadência, mas no último sábado os comandados de Pep Guardiola mostraram que ainda têm muita lenha para queimar. Quem pagou o pato foi o Sevilla, goleado por 5 a 0.

Hoje, o rival será o Copenhague, pela quarta rodada do Grupo D da Liga dos Campeões da Europa. E o time dinamarquês já teme ser a próxima vítima, especialmente porque no sábado David Villa acabou com um longo jejum de gols (ele marcou dois). E, claro, porque o Barcelona tem Messi. "Muitos técnicos melhores do que eu tentaram parar Messi e fracassaram. E muitos jogadores melhores do que os meus também já tentaram pará-lo e também falharam", afirmou o técnico do Copenhague, Stale Solbakken, com admirável sinceridade.

A seu favor, a equipe dinamarquesa tem o fato de jogar em casa, onde venceu nove de seus últimos dez jogos. Mas nem isso parece deixar Solbakken muito animado. "Nossas chances de surpreender o Barcelona aqui são um pouco maiores do que na Espanha", disse ele, referindo-se à derrota por 2 a 0 no Camp Nou, há duas semanas.

A campanha do Copenhague na fase de grupos surpreende, já que o time é o vice-líder do Gru­­po D com seis pontos, apenas um a menos do que o Bar­­ce­­lona. Já o clube espanhol pode garantir a sua classificação para as oitavas de final hoje mesmo, desde que derrote os dinamarqueses e o outro jogo da chave – Rubin Kazan x Pana­­thi­­naikos, na Rússia – termine empatado.

Apesar de ser muito evidente o medo que o Copenhague sente do Barcelona, Guardiola adotou um discurso bastante cauteloso nesta segunda. "Va­­mos encarar um jogo muito du­­ro em todos os sentidos", disse ele. "Nós vamos ter de jogar uma partida soberba para ganharmos aqui". Menos político do que o chefe, Daniel Al­­ves deu o tom do que será o Bar­­celona. "Temos de jogar com a mesma intensidade da partida contra o Sevilla". Se isso acontecer, o medo do Copenhague estará plenamente justificado.

Líder absoluta do Grupo A da Liga dos Campeões, a Inter­­na­­zionale poderá terminar a jornada desta terça classificada para as oitavas de final do torneio. A tarefa dos atuais campeões, no entanto, não é das mais simples: derrotar o Tottenham, em Londres, onde o clube inglês é sempre bastante forte.

Ao vivo

Rubin Kazan x Panathianikos, às 15h30, na ESPN Brasil; Copenhague x Barcelona, às 17h45, na ESPN Brasil; Tottenham x Internazionale, às 17h45, na ESPN; Bursas­­por x Manchester United, às 17h45, na ESPN HD.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]