Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | MOHD RASFAN/AFP
| Foto: MOHD RASFAN/AFP

O Mundial de Pilotos da Fórmula 1 tem um novo líder. O alemão Nico Rosberg recuperou a ponta da tabela neste domingo, ao vencer de ponta a ponta o GP de Cingapura, no Circuito de Marina Bay. Em uma prova que parecia tranquila mas que lhe rendeu sustos no fim, o piloto cruzou a linha de chegada em primeiro e ultrapassou seu companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, na temporada 2016.

Foi a terceira vitória consecutiva de Rosberg, que já havia levado a melhor na Bélgica e na Itália. Foi também o oitavo triunfo na temporada do alemão, que assim subiu para 273 pontos, deixando Hamilton com 265. O próximo capítulo dessa briga particular da Mercedes acontecerá na Malásia, no dia 2 de outubro.

Rosberg também foi ajudado por um fim de semana pouco inspirado de seu grande rival, Hamilton. Assim como no treino classificatório de sábado, o inglês foi superado pelo alemão e também pelo australiano Daniel Ricciardo, que foi o segundo colocado da prova. Ele chegou inclusive a ser quarto neste domingo, mas garantiu um lugar no pódio e minimizou o prejuízo com a terceira colocação.

Ricciardo, aliás, foi um dos destaques do fim de semana e, após surpreender no treino de sábado, quase tirou a vitória de Rosberg na reta final deste domingo. A estratégia da Mercedes se provou arriscada e o piloto da Red Bull tirou proveito da melhor escolha de pneus para cortar a larga diferença nas últimas voltas. Mas ficou só na ameaça.

O domingo também foi bastante discreto para os brasileiros. Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, tiveram desempenhos semelhantes e, por isso, ficaram bastante próximos na classificação, sem pontuar. Depois de largar em 11.º, Massa terminou em 12.º. Já Nasr saiu em 17.º e foi o 13.º.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]