Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O técnico Celso Roth avaliou nesta quarta-feira (27) que o Internacional terá um adversário de estreia mais difícil no Mundial de Clubes do que a Inter de Milão. Campeão da Libertadores, o time gaúcho vai enfrentar o Pachuca, do México, ou o clube que for vencedor da Liga dos Campeões da África nas semifinais.

Al-Wahda, dos anfitriões Emirados Árabes Unidos, Hekari United, da Papua Nova Guiné, Seongnam Ilhwa Chunma, da Coreia do Sul, e Zob Ahan, do Irã, são os possíveis adversários de estreia da Inter de Milão.

"Teoricamente a Inter de Milão tem adversários menos conhecidos, menos difíceis. Já o Inter terá que jogar com um clube africano ou o Pachuca, que já jogou três vezes o Mundial e vem de um futebol forte. Então estamos no lado mais forte. E o importante é se preparar bem", afirmou, em entrevista à ESPN Brasil.

Roth revelou que planeja enviar um observador para assistir a final da Liga dos Campeões da África entre Esperance, da Tunísia e TP Mazembe, do Congo. "Está sendo encaminhado. Temos que ter todas as informações, seja qual for o adversário para que a gente possa se organizar. Da Inter de Milão, a gente sabe tudo. Vemos jogos dele semanalmente. Mas temos que ter gente olhando esse outros", disse.

O treinador prometeu que o Inter não deixará o Campeonato Brasileiro em segundo plano enquanto tiver chances de títulos e prometeu encarar os jogos contra Santos e Fluminense como decisões. "Esses dois jogos vão determinar a nossa situação. Se tivermos chances de ganhar, não podemos deixar de vislumbrar e lutar pelo título. Temos que chegar em um grau de performance altíssimo no Mundial" explicou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]