i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série A

Santos vence clássico e agrava crise no São Paulo

  • PorAgência Estado
  • 25/07/2010 16:35
 | Bruno Miani / VIPCOMM
| Foto: Bruno Miani / VIPCOMM

O pensamento de Santos e São Paulo não estava na Vila Belmiro neste domingo (25), em partida válida pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um gol contra de Renato Silva, marcado no segundo tempo, ainda deixou claro a ineficiência dos dois ataques. Assim o placar terminou com o fraco 1 a 0 para o time de Dorival Júnior.

Na quarta-feira, o Santos faz a primeira partida da final da Copa do Brasil, em casa, contra o Vitória. No mesmo dia, o São Paulo começa a definir o confronto semifinal da Copa Libertadores, diante do Internacional, no Beira-Rio.

Mas o jogo deste domingo valia como ânimo extra às duas equipes, que ainda não haviam vencido nenhuma partida após o reinício do Brasileirão. Pior para Ricardo Gomes, que enfrenta o Inter e um clima turbulento no São Paulo.

Diante da sua torcida, que encarou o sol forte da Baixada Santista, o Santos começou tomando a iniciativa. Plenamente recuperado de uma cirurgia no joelho, Paulo Henrique Ganso orquestrava as ações ofensivas. Mas a primeira chance de efeito veio em de uma cobrança de falta a um palmo da grande área. Rogério Ceni fez duas grandes defesas.

Aos visitantes, era nítida a falta de entrosamento. Dos titulares, apenas o capitão Rogério Ceni começou a partida - no mais, Richarlyson, Cléber Santana e Jorge Wagner tinham alguma experiência no time principal. E o primeiro tempo terminou com tímidas oportunidades criadas.

"Pensamos em organizar aqui atrás. Fora de casa é assim. Mas agora é hora de atacar", disse Jorge Wagner. Do outro lado, Edu Dracena cobrava mais atitude dos seus companheiros. "Precisamos garantir o resultado", resumiu.

A etapa complementar começou dando sinais de que o jogo seria melhor. Antes dos dois minutos, Rogério Ceni cobrou falta perigosa, mas Rafael defendeu. E quando o São Paulo tentava pressionar, sofreu com um erro do seu próprio jogador - e não foi nenhum dos bons estreantes Samuel e Casemiro. Marquinhos cruzou na área e Renato Silva mandou contra o próprio gol.

A partir daí, o Santos se recuou de vez. Chamou o São Paulo para o seu campo, mas os visitantes não souberam aproveitar. Hernanes e Marlos entraram e não conseguiram mudar o rumo do jogo. Washington ainda teve tempo para acertar a trave. Mas a vitória foi santista.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.