A semana turbulenta e o início de setembro, o mês mais temido pelos coxas-brancas, não foram capazes de impedir o Coritiba de vencer o lanterna Ituano por 2 a 0, ontem, no Couto Pereira. Mas o futebol apresentado pelo Alviverde, mesmo contra um adversário inexpressivo, não foi nem um pouco empolgante. Em vários momentos, os rivais estiveram perto de empatar a partida. Para a torcida, porém, o importante mesmo foram os três pontos, que mantiveram o time na vice-liderança da Série B, agora com 39.

Até porque o jogador mais importante do Coxa no duelo de ontem estava mesmo na arquibancada. Os mais de 15 mil torcedores apoiaram o time na hora da dificuldade e em nenhum momento vaias ecoaram pelo Alto da Glória.

Mesmo antes do apito inicial, o público demonstrou todo apoio ao técnico René Simões. Hostilizado por dirigentes no vestiário após o empate com o Gama, na terça-feira, o treinador chegou a pedir demissão.

"Força, René, contamos com você", gritavam os fãs, repetindo o texto de uma faixa colocada de frente para o banco de reservas dos donos da casa.

Ao fim da partida, René deu um susto na torcida saindo correndo do gramado e não concedendo nem entrevista coletiva. Logo veio a explicação: uma das filhas do técnico está doente no Rio de Janeiro e ele embarcou no Aeroporto Afonso Pena logo no início da noite.

Dentro de campo, por mais que a inspiração técnica não tenha sido o forte do Coritiba, havia um jogador iluminado para garantir o resultado: o centroavante Hugo.

O camisa 9 marcou os dois gols alviverdes. No primeiro, aos 21 minutos da etapa inicial, após cruzamento do lateral-esquerdo Carlão, Hugo viu a bola sobrar limpa na sua frente após Anderson Gomes dividir com o zagueiro.

No segundo (30 minutos do tempo final), o camisa 9 contou com a boa jogada de Douglas Silva pela esquerda e com uma deixada de classe de Gustavo antes de marcar.

"Depois do jogo com o Paulista [derrota coxa-branca por 3 a 2, há oito dias] falei com minha mãe e ela disse que Deus tira algumas coisas num dia para devolver na frente", revelou o atacante, que antes do ensinamento materno havia sido expulso e perdido um gol sem goleiro.

Hugo e seus companheiros nem terão muito tempo para descansar. Após o almoço de hoje, o elenco já segue viagem para São Caetano do Sul, onde na terça-feira enfrenta o São Caetano.

"Essa vitória foi importantíssima para recuperarmos a confiança", afirmou o goleiro Édson Bastos.

Por mais que tudo tenha voltado ao normal depois do triunfo frente ao Ituano, é bom o Coritiba não se empolgar. Afinal, setembro está só começando.

Em Curitiba

Coritiba 2 x 0 Ituano

Coritiba

Édson Bastos; Anderson Lima, Henrique, Jéci e Carlão; Veiga (Túlio), Douglas Silva, Pedro Ken e Caíco (Gustavo); Hugo e Anderson Gomes (Marlos). Técnico: René Simões.

Ituano

Márcio Kessler; Éder Silva, Ozéia, Kanu e Guigov; Márcio Pinho, Guilherme (Élton, depois Geninho), Boiadeiro e Alex Maranhão; Anderson Luiz e Júlio César (Robinho). Técnico: Ruy Scarpino.

Estádio: Couto Pereira. Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG). Gols: Hugo (C), aos 21/1.º e aos 30/2.º.Amarelos: Henrique, Carlão, Veiga, Douglas Silva, Pedro Ken e Gustavo (C). Éder Silva, Guigov e Boiadeiro (I). Vermelho: Éder Silva (I). Renda: R$ 166.045,00. Público: 13.096 pagantes (15.470 total).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]