Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Carolina Meligeni Alves, que disputa torneio em Curitiba, carrega um dos sobrenomes mais famosos do tênis brasileiro | /
Carolina Meligeni Alves, que disputa torneio em Curitiba, carrega um dos sobrenomes mais famosos do tênis brasileiro| Foto: /

O sobrenome Meligeni está de volta às quadras. Carolina Meligeni Alves disputa em Curitiba a terceira etapa do Circuito Feminino Future, ao lado das principais tenistas do ranking nacional, cujo qualifying começa sexta-feira (27). Sobrinha de Fernando Meligeni, um dos maiores nomes do tênis brasileiro, ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007 e semifinalista do Roland Garros de 1999 , Carolina, aos 18 anos, reconhece o peso do sobrenome. Mas faz disso uma força para evoluir no esporte. “Tento sempre levar pelo lado positivo. Todo mundo queria ter alguém na família que já foi bem sucedido naquilo que você ama fazer e escolheu como profissão”, afirma a tenista, 585ª da WTA, o ranking feminino mundial.

Aos 14 anos, a tenista se tornou a número 1 no ranking brasileiro sub-16. Agora, passa pela fase de adaptação para o profissional e, por isso, intensificou a rotina de treinos. “A dificuldade dos jogos aumenta. Muitas adversárias jogam há mais tempo e já participaram de torneios mais difíceis”, compara.

Sobre o parente famoso, Carolina evita comparações. Mas reconhece que tem no tio o principal conselheiro para buscar seus objetivos nas quadras. “Quando ele pode, vai aos meus jogos e sempre compartilha as experiências dele e me aconselha sobre coisas pelas quais já passou”, enfatiza Carolina.

Fininho, apelido dos tempos em que jogava e que foi o principal parceiro de Gustavo Kuerten em jogos de duplas em circuitos internacionais, diz que a escolha da sobrinha pelo tênis foi natural, já que além dele mesmo, toda a família pratica o esporte. Mas faz questão de ressaltar que a carreira de Carolina será completamente diferente da sua. “Não acho que se deva cobrar títulos ou uma colocação no ranking iguais, por exemplo. Cada um tem seu jeito, são épocas diferentes, não tem como fazer comparações”, aponta.

Sobre as dicas que dá à sobrinha, Meligeni tenta colaborar principalmente no aspecto emocional. A parte tática, garante, deixa inteiramente por conta do técnico Enrique Perez. “Acho que os exemplos você dá, já que tem a ver com o que você viveu. Mas tento não colocar a minha carreira no meio, para evitar comparações. Minha parte é aconselhar em como saber lidar tanto com as vitórias, como com as frustações”, explica o ex-tenista.

Torneio

O Circuito Feminino Future, disputado desde 2011, promove o desenvolvimento do tênis feminino e a oportunidade das atletas ganharem experiência em torneios. Tem o status challenger, valendo mais pontos para o ranking da WTA.

A terceira etapa do Circuito Feminino Future, que acontece de 27 de fevereiro a 8 de março, no Graciosa Country Club, em Curitiba, terá a presença de atletas de ponta no ranking. São jogadoras de 17 países além do Brasil, entre eles potências como Argentina, Espanha, Suécia e Rússia.

A rodada do qualifying acontece nesta sexta, das 16h às 18h e a chave principal tem início na segunda-feira (2). Após Curitiba, os próximos torneios serão em: São José do Campos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, todas cidades do interior de São Paulo.

.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]