O atacante Tuta voltou a mostrar seu faro de artilheiro. Ele marcou os três gols da vitória por 3 a 0 do Grêmio sobre o Botafogo, no Olímpico, e chegou a sete no Brasileirão. O Tricolor se aproximou da zona da Libertadores, com 35 pontos.

O time carioca, que permanece no G4 com 38, sentiu a ausência de cinco titulares e atuou muito recuado, fora de suas características. O placar poderia ter sido maior, não fossem as boas defesas de Max.

A partida começou com forte marcação dos dois times e muitas faltas, tanto que o árbitro Heber Roberto Lopes deu dois cartões amarelos nos primeiros 17 minutos.

O Grêmio aproveitou o espaço e começou a abusar das jogadas aéreas, aproveitando a presença em campo dos grandalhões Tuta e Marcel. O goleiro Max teve de se esforçar para defender as conclusões - de cabeça, claro - de Marcel e William, em dois lances seguidos, aos 12 e aos 13 minutos.

O Alvinegro só conseguiu concluir pela primeira vez aos 38 minutos. Jorge Henrique acertou bom cruzamento e Renato Silva cebeceou com estilo. Saja fez boa defesa e espalmou para escanteio. No fim do primeiro tempo, o árbitro deixou de dar um pênalti para o Grêmio, já que Diego Souza teve a camisa puxada por Diguinho em um cruzamento.

- Precisamos ter confiança e jogar com mais agressividade, principalmente com o Moreno pelo lado esquerdo - afirmou o técnico Cuca no intervalo.

Tuta derruba o Botafogo no segundo tempo

No entanto, o Botafogo voltou sem ousadia no segundo tempo. E o Grêmio continuou apostando nas bolas pelo alto - e esbarrando no goleiro Max. Aos seis minutos, ele fez outra boa defesa em cabeçada de Diego Souza.

Como Moreno não atendeu ao pedido de Cuca, foi substituído por Reinaldo. Mas os gaúchos continuaram pressionando os cariocas, que davam espaço e erravam na marcação. Em um desses erros, aos, 21, Tuta abriu o placar, cabeceando um escanteio de Tcheco.

O Grêmio mandava na partida e chegou com facilidade aos 3 a 0. Tuta marcou aos 28, novamente de cabeça, e aos 32, recebendo lançamento de Diego Souza e aproveitando falha do zagueiro Alex. O atacante chegou aos sete gols no Brasileirão e poderia ter feito mais um, não tivesse desperdiçado oportunidade livre diante de Max.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]