Encontro desta quinta no Rio reuniu Ronaldo, Valcke, Marin, Fernandes e Bebeto | Sergio Moraes / Reuters
Encontro desta quinta no Rio reuniu Ronaldo, Valcke, Marin, Fernandes e Bebeto| Foto: Sergio Moraes / Reuters

Depois de nova visita ao Brasil, na qual realizou vistorias em duas cidades (Manaus e Cuiabá) e participou de reunião do Comitê Organizador Local (COL) nesta quinta-feira (30), no Rio, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, fez um balanço da preparação para o Mundial de 2014. Ele destacou que "a organização está no caminho certo", mas reconheceu certa preocupação com a confirmação do Recife , onde está sendo construída a Arena Pernambuco, como uma das sedes da Copa das Confederações de 2013.

A competição tem quatro sedes garantidas: Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza e Rio. Por causa dos atrasos nas obras, a definição sobre Recife e Salvador ficou para novembro, apesar de ambas terem entrado no calendário de jogos anunciado em maio pela Fifa. Agora, porém, a preocupação parece estar restrita à capital pernambucana, como admitiu Valcke.

"Ainda temos de monitorar Recife para a Copa das Confederações e faremos uma última vistoria para tomada de decisão", afirmou. Diante da indefinição sobre duas sedes do evento que serve como teste para o Mundial e acontecerá de 15 e 30 de junho de 2013, a Fifa preparou duas tabelas alternativas de jogos, não divulgadas, que contemplam o torneio com quatro ou cinco cidades.

Apesar da preocupação com Recife, Valcke fez um balanço positivo da preparação brasileira. "Não há problema crítico", avaliou o dirigente, que, no passado, chegou a fazer duras cobranças e reclamou publicamente dos atrasos. No caso dos 12 estádios da Copa, ele afirmou que "não há nenhuma obra em zona crítica, nenhuma em vermelho".

Além de Valcke, a reunião desta quinta no Rio teve a presença do presidente do COL e da CBF, José Maria Marin, do secretário executivo do ministério do Esporte, Luis Fernandes, e dos ex-jogadores Bebeto e Ronaldo, que fazem parte do COL. "Estamos na mais completa harmonia, com o objetivo de mostrar ao mundo que o Brasil tem competência de realizar uma grande Copa", discursou Marin.

Após os três dias de compromissos em Manaus, Cuiabá e Rio, Valcke encerrou a segunda rodada de vistorias que faz neste ano no Brasil - antes, em junho, ele passou por Natal, Recife e Brasília. A próxima visita do secretário-geral da Fifa está agendada para outubro, quando pretende inspecionar as obras do Mineirão, em Belo Horizonte, e do Maracanã, no Rio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]