Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Não foi uma atuação brilhante. Mas o Vasco foi aplicado taticamente e teve um jogador que fez a diferença: o argentino Dario Conca. O meia fez os dois primeiros gols da vitória de 4 a 0 sobre o Santos, nesta quarta-feira, em São Januário, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Com isso, o Vasco se recupera das últimas três derrotas e completa 15 jogos sem perder na Colina no Campeonato Brasileiro. A última derrota do time em São Januário foi no dia 16 de agosto para o São Caetano por 2 a 1. E o Santos fica em situação difícil na classificação, muito perto da zona de rebaixamento.

Com o resultado, o Vasco pula para o quinto lugar com 14 pontos. Já o Santos fica em 16º com oito pontos. O próximo compromisso da equipe carioca é no sábado, às 18h10 (de Brasília), contra o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. O Peixe também joga no sábado, só que às 16h, contra o Cruzeiro, na Vila Belmiro.

Conca faz o primeiro gol pelo Vasco

O Vasco começou melhor tendo mais a posse de bola no meio-campo. Jogando com três zagueiros, no esquema 3-6-1, os laterais Wagner Diniz e Guilherme tinham liberdade para atacar. E Leandro Amaral tinha sempre a companhia de Conca na frente. A primeira jogada de perigo surgiu logo aos três minutos. Guilherme avançou bem pela esquerda e cruzou para Conca, que chutou de primeira. A bola foi para fora.

A resposta do Santos veio logo depois com Rodrigo Tabata. O meia ficou livre na entrada da área, mas quis chutar colocado. O goleiro Silvio Luiz caiu no canto esquerdo e defendeu.

O gol vascaíno surgiu aos 21 minutos. Após boa jogada pela direita, a bola sobrou para Conca. O argentino chutou forte, no canto direito de Fábio Costa, que pulou mas não alcançou a bola.

O Santos quase empatou aos 26 minutos. Rodrigo Tabata cobrou falta de longe, mas a bola foi no ângulo de Silvio Luiz. O goleiro vascaíno se esticoutodo para fazer uma linda defesa.

Insatisfeito com o rendimento do time, o técnico Vanderlei Luxemburgo mudou ainda no primeiro tempo. Vitor Júnior entrou no lugar de Marcelo aos 29 minutos. O Santos melhorou. Dionísio arriscou de longe e Silvio Luiz fez boa defesa. A bola foi rasteira, no canto esquerdo.

Goleada no contra-ataque

Para o segundo tempo, Vanderlei Luxemburgo trocou a dupla de ataque. Saíram Moraes e Wesley e entraram Jonas e Marcos Aurélio. O Santos veio mais decidido e começou a pressionar. Mas o Peixe encontrava dificuldades quando chegava perto da área do Vasco. Os cruzamentos não tinham efeito com a alta defesa cruzmaltina.

O time carioca se fechou e passou a explorar os contra-ataques. Em um deles, Conca quase fez o segundo em um chute de fora da área. Mas a bola subiu e facilitou a defesa de Fábio Costa.

Aos 22 minutos, após cobrança de escanteio desviada por Jorge Luiz, Marcos Aurélio dominou e chutou rasteiro. O goleiro Silvio Luiz novamente salvou o Vasco com uma difícil defesa. Neste momento da partida, a maioria dos gandulas havia sumido de São Januário e a bola demorava para retornar à partida. Mas em um contra-ataque o Vasco garantiu a vitória. Leandro Amaral virou o jogo e lançou Guilherme, que tocou para Conca. O meia argentino chutou forte da entrada da área. O goleiro Fábio Costa não conseguiu defender.

Após o segundo gol do Vasco, o Santos se entregou. Desanimado, via o time carioca criar novas chances. Em uma delas, Wagner Diniz fez o terceiro. O lateral-direito recebeu passe de Júnior e apareceu livre à frente de Fábio Costa e chutou rasteiro na saída do goleiro.

O quarto gol também surgiu em passe de Júnior. Ele deixou o meia Ernâne bem posicionado na área para chutar cruzado, rasteiro, sem chance para o goleiro santista. Goleada para a alegria da torcida vascaína, que no final ainda comemorou o gol do Atlético-MG sobre o Flamengo no Mineirão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]