• Carregando...

Menos de um dia após a vergonhosa derrota de 1 a 0 para o modesto FC Zurich, o vice-presidente do Milan se reuniu com o técnico Leonardo e os jogadores do clube antes do treinamento desta manhã no CT do Milanello. De acordo com a imprensa italiana, a intenção de Adriano Galliani é lavar a roupa suja, dar um puxão de orelhas no elenco e, apesar da péssima fase da equipe, dizer que o treinador brasileiro e os atletas ainda contam com o apoio da diretoria.

"Expressei quatro conceitos simples, mas claros: lembrei que este grupo, ou seja, clube, técnicos e jogadores, é vencedor. Depois expressei que este elenco não será mexido e que todos permanecerão pelo menos até o final da temporada", apontou Galliani.

O braço direito de Berlusconi no Milan mandou uma mensagem de ânimo para torcida e jogadores ao afirmar que ainda é cedo na temporada, e que o clube pode fazer muito.

Além de perder para uma equipe de pouca expressão na Liga dos Campeões em pleno San Siro, o Milan ocupa apenas o 11º lugar no Campeonato Italiano.

"Desagrada essa situação porque estamos jogando mal e também os resultados estão confirmando. Não se pode perder para o Zurique e empatar com o Bari, esperamos sair rápido desta situação", afirmou o zagueiro Nesta.

Van Basten e técnico do Sampdoria especulados

Apesar de Galliani dizer que Leonardo está prestigiado, o jornal "Corriere dello Sport " especula uma possível substituição no comando do Milan, citando o nome de Marco Van Basten, eterno ídolo do clube e que, diferentemente do tetracampeão brasileiro, tem experiência como treinador. Walter Mazzarri, atual técnico do Sampdoria - líder do Campeonato Italiano -, também estaria nos planos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]