Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Leandro Marcelino de Oliveira terminou a prova da Serra do Mar quase seis minutos à frente do segundo colocado | Daniel Castellano/Gazeta do Povo
Leandro Marcelino de Oliveira terminou a prova da Serra do Mar quase seis minutos à frente do segundo colocado| Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Leandro Marcelino de Oliveira, de 26 anos, completou a 4.ª Etapa do Circuito Gazeta do Povo de Corri­­das de Rua, a 10.ª Corrida da Gracio­sa, e passou 15 minutos recebendo atendimentos dos profissionais de educação física. Após completar os 20 quilômetros, seu semblante de­­nunciava o esforço realizado em 1h17min46s, dois minutos abaixo do tempo esperado pela organização.

Não por acaso Oliveira, que é de Para­­naguá, chegou estafado ao fim da pro­­va. Na largada, realizada em Mor­­retes às 9 ho­­ras, os 630 corredores iniciaram a prova a pouco mais de 80 metros do nível do mar e completaram o percurso em uma altitude de 840 metros. Para dificultar, dos 20 quilômetros, 14,5 foram percorridos em subida. "É muito complicado, porque a respiração fica ofegante. Só depois que passei dos 14 quilômetros consegui respirar legal", relata Oliveira.

A vencedora no feminino, Mari­­nes Adriana Paolazzi, também teve dificuldades no trecho final: "É uma prova bem pesada. Chega um mo­­mento em que o corpo se acostuma ao ritmo de subida e, quando a inclinação muda, fica complicado", diz. Mesmo quem está acostumado a provas difíceis considera o percurso traiçoeiro. "É preciso fazer muito esforço quando fica plano por causa das subidas, o que exige muito do competidor", relata o 3.º Sargento da Polícia, Wilian Fernandes, de 33 anos, 5.º colocado na classificação ge­­ral e campeão paranaense de Cor­­rida de Montanha.

A dificuldade poderia ter sido maior, mas o tempo nublado deixou a disputa menos desgastante. "Estava excelente para correr. Quando não tem sol, só ajuda", diz Édson Lenio Alves, 3.º lugar entre os homens. Com sol ou sem sol, existem duas verdades absolutas para chegar ao fim de uma prova como essa, no discurso dos corredores: superação e (muito) treino. "Se você estiver treinando bem, vai sem problemas. Você se acostuma com a subida", argumenta João Carlos Teodoro, 2.º lugar na categoria masculino.

Mesmo com a dificuldade, 551 (445 homens e 106 mulheres) dos 630 competidores que lar­­garam em Morretes completaram o percurso até meio-dia, ho­­rário estabelecido pela organização para reabertura de veículos na Serra da Graciosa – durante a etapa, carros foram proibidos de trafegar no trecho.

Classificação

Após Oliveira, João Carlos Teo­­doro completou a prova em 1h23min, seguido por Édson Le­­nio Alves, que fechou o percurso em 1h24min. Entre as mulheres, Marines Adriana Paolazzi completou a etapa em 1h43min; Su­­zana Sabino, de 44 anos, alcançou a segunda colocação, com 1h45min, seguida por Ana Virgí­nia Giovanelli (1h52min).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]