i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
frança

Açougueiros franceses pedem proteção contra ataques ‘terroristas’ de veganos

O pedido foi feito dias após uma série de protestos e vandalismo contra açougues e restaurantes na França

  • PorDa Redação
  • 25/06/2018 16:49
Fachada do restaurante 3 Coqs Atelier Rôtisseur, na cidade francesa de Lille, que foi atacada por militantes dos direitos dos animais no dia 21 de junho | Reprodução/ Facebook/ 3 Coqs Atelier Rôtisseur
Fachada do restaurante 3 Coqs Atelier Rôtisseur, na cidade francesa de Lille, que foi atacada por militantes dos direitos dos animais no dia 21 de junho| Foto: Reprodução/ Facebook/ 3 Coqs Atelier Rôtisseur

Açougueiros pediram proteção ao governo francês contra grupos veganos e de proteção aos direitos dos animais, após uma série de ataques que eles consideram “uma forma de terrorismo”. 

A manifestação foi feita por meio de uma carta aberta da Confédération Française de la Boucherie, Boucherie-Charcuterie, Traiteurs (CFBCT) (associação que representa os açougueiros artesanais no país), dias depois de uma churrascaria em Lille, norte da França, ter sido vandalizada, como relata o jornal The Telegraph

Na carta, divulgada no Facebook, o presidente da CFBCT Jean-François Guihard diz que os 18 mil açougueiros artesanais do país estão preocupados com as consequências do aumento da exposição nas mídias do estilo de vida vegano. 

“Apesar de respeitarmos as escolhas alimentares de nossos compatriotas, estamos profundamente chocados por uma parte da população que quer impor seu estilo de vida à vasta maioria, para não dizer, sua ideologia”, ele disse. 

De acordo com o Telegraph, o incidente de Lille foi o quarto caso de vandalismo a estabelecimentos que comercializam alimentos com carne em um período de semanas. Em abril, sete açougues do norte da França foram atacados com sangue falso, e vários outros incidentes do tipo foram relatados na região de Occitanie. 

Além da churrascaria, foram alvos dos ativistas dos direitos animais um açougue, uma peixaria e um restaurante em Lille, em maio. Em todos eles, as janelas foram quebradas e as palavras “não ao especismo” foram escritas (o termo especismo é usado pelos ativistas para descrever os maus tratos a espécies não humanas). 

Crueldade animal

O consumo de carne faz parte da cultura alimentar da França, país onde cerca de 3% da população são vegetarianos ou veganos. Entretanto, os açougueiros do país ganharam as manchetes recentemente após uma série de reportagens feitas em fazendas e abatedouros que mostrou que os animais são mantidos e abatidos em condições desumanas

Ainda na carta aberta, a Confederação pergunta qual será o próximo passo após essa escalada de violência. “Como podemos apoiar que uma parte da população seja permanentemente estigmatizada com base na sua filiação a uma profissão? Os ataques contra açougueiros e toda a indústria são uma forma de terrorismo”, afirma a mensagem.

Leia também: Os ambientalistas puristas são uma ameaça para os animais

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.