Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Mortes de LGBTs: apenas 9% das mortes atribuídas à homofobia são confiáveis, diz estudo.
Mortes de LGBTs: apenas 9% das mortes atribuídas à homofobia são confiáveis, diz estudo.| Foto: Pixabay

O Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo. Quantas vezes você já não ouviu ou leu essa manchete? Pois ela provavelmente está errada.

O pesquisador Eli Vieira liderou um estudo que analisou os dados usados nas manchetes sobre a violência contra LGBTs no Brasil, sobretudo o levantamento realizado todos os anos pelo Grupo Gay da Bahia. E concluiu que apenas 9% das mortes atribuídas à homofobia são confiáveis.

No levantamento analisado, de 2016, o Grupo Gay da Bahia dizia que 347 pessoas tinham perdido a vida no Brasil por serem homossexuais. O levantamento de Eli Vieira, contudo, confirmou apenas 31 casos de LGBTs que morreram por serem LGBTs naquele ano.

Os colunistas da Gazeta do Povo Guilherme Fiuza e Rodrigo Constantino comentam o assunto junto com o autor do estudo, o pesquisador Eli Vieira.

8 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]