Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Milada Horáková, doutora em jurisprudência, ativista dos direitos das mulheres e defensora da democracia, lutou incansavelmente contra as duas maiores tiranias de sua época: o nazismo e o comunismo.

Quando a Alemanha invadiu a Tchecoslováquia, ela foi presa pela Gestapo e enviada para um campo de concentração, onde foi condenada à morte. Sua pena foi comutada e após a vitória aliada na Segunda Guerra Mundial ela pôde voltar para casa. Se tornou deputada e passou então a ser perseguida pelos comunistas que destruíram a democracia em seu país.

Sua vida virou tema do filme “Milada”, de 2017, disponível na Netflix. É sobre ele que este episódio do Quarentena Cult vai falar.

Conteúdo editado por:Jones Rossi
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]