Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

“Gênero é um fato”. A declaração do comediante americano Dave Chappelle durante seu último especial de comédia na Netflix, ‘Encerramento’, não deveria causar espanto ou controvérsia. Mas dita agora, em 2021, é revolucionária. E colocou o mundo identitário em polvorosa. Logo surgiram as tentativas de cancelamento: além das críticas na imprensa americana, grupos LGBT acusaram o comediante de praticar “discurso de ódio”.

Não poderiam estar mais enganados (ou enganadas, ou enganades).

Em ‘Encerramento’, Chappelle demonstra um profundo afeto e humanismo, principalmente quando conta a história de sua amiga trans Daphne Dorman, e humildade para tentar entender o outro e as dificuldades que todos enfrentamos. Talvez nem seja justo definir ‘Encerramento’ como um especial de comédia, embora Chappelle nos faça rir desbragadamente. É um especial sobre amor ao próximo, mesmo fora dos padrões que a militância, a turma do alfabeto, como brinca Chappelle, quer impor.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]