Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
“Você nunca viu uma campanha minha estimular o ódio”: as frases da semana
| Foto:

"Devo ter saído pra atender o telefone" - Marco Feliciano, pastor, saindo de fininho e usando a primeira desculpa que encontrou para justificar sua presença no lançamento do filme "Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola", em 2017. Escrito pelo agora desafeto Danilo Gentili e motivo de uma controvérsia absurda ao longo da semana, o filme foi atacado pelo mesmo Feliciano, esquecendo do que viu cinco anos atrás.

“Tem mais iPhones no Brasil do que população. Os brasileiros têm um, dois iPhones” - Paulo Guedes, ministro da Economia, confundindo smartphone com iPhone. Ou vai ver ele realmente acha que o Brasil é assim uma Suíça. Este não foi o único lapso do ministro nesta semana. Continue lendo que tem mais.

"Imaginem só a Dilma com pandemia e guerra ao mesmo tempo" - Eduardo Cunha, ex-presidiário e ex-deputado, nos fazendo perder o sono com essa imagem trágica. Ainda bem que o pesadelo não se concretizou. Graças, em parte, à atuação do Nosso Malvado Preferido.

"Eu não imaginava o que era uma guerra" - Tiago Rossi [maringaense sem parentesco com nosso editor Jones Rossi, que também é maringaense], atirador e "soldado voluntário" na guerra da Ucrânia, descobrindo que a realidade nada tem a ver com Call of Duty e outros joguinhos do tipo.

"A Netflix está esperando o fim da guerra para fazer um filme sobre um ucraniano negro se apaixonando por um soldado russo trans" - Elon Musk, empresário e provocador, antecipando o ganhador do Oscar 2023.

"Quebrei a cara com o MBL" - Diogo Mainardi, jornalista. Pelo jeito, Sergio Moro também.

"Povo tá com medo de sair na rua SP porque tem morador de rua, droga e puta Ceis (sic) entendem de onde nasce higienismo? Da idéia (sic) de que você com seu celular tem direito à rua e à cidade, a puta, o drogado e o morador de rua não. "Ah mas assaltam". Banco te assalta e você tá aí de boas" - Sueli Feliziani, pesquisadora, adepta da "lógica do assalto", da "filósofx" Marcia Tiburi.

"Uma das gasolinas mais baratas do Brasil é a nossa" - Jair Bolsonaro, presidente. Não é por nada, não, mas parece que o Seu João, que perdeu o emprego durante a pandemia e teve de se virar como motorista de aplicativo, não vai gostar muito de ouvir isso.

“A Petrobras será devolvida para o povo” - Erika Kokay, deputada federal pelo PT. Por "povo" ela quer dizer, obviamente, os petistas.

"O Brasil está pronto para a Segunda Guerra Mundial" - Paulo Guedes, ministro da Economia, em sua segunda aparição nas frases da semana. Sim, foi um lapso, está na cara que foi um lapso. De qualquer modo, talvez seja uma boa retomar o uso do Memorex, ministro.

"Você nunca viu uma campanha minha estimular o ódio, ou ficar xingando o adversário" - Lula, ex-presidiário, mentindo, mentindo, mentindo e mentindo, com a certeza de que sempre haverá alguns milhões dispostos a acreditar na sua mentira.

"'Tio o que é pedofilia? 'Vem cá sobrinha senta no meu colo pra eu te explicar'" - André Fernandes, deputado estadual que passou a semana denunciando "pedofilia" em um filme de 2017. Ele tinha apenas 14 anos quando escreveu essa piada sem graça e infeliz. Ri quem pode. Esconde o riso quem tem juízo. E grita "pedófilo!" quem quer bancar o paladino da moral.

"Eu era diminuída a namorada do Neymar" - Bruna Marquezine, atriz e ex-namorada de Neymar, ex-namorado de Bruna Marquezine.

"Moradores de rua também têm vaidade, também têm desejos, vão em bares, festas, restaurantes, vão em palestras, ao museu, ao teatro, ao cinema, frequentam lugares 'importantes', desenvolvem relações" - Jade Ferran, fotógrafa. Verdade. Quem já foi ao teatro sabe que inclusive há moradores de rua que volta e meia se aventuram pelos palcos.

"Máscaras: eu uso. E seguirei usando" - Mônica Bérgamo, jornalista. A boa ciência tem muitas dúvidas sobre a eficácia das máscaras em conter a pandemia, mas ninguém pode negar que ela é imbatível para sinalizar virtude.

"Você acha mais importante a escola dar aula de matemática ou empatia?" - Laura Mattos, jornalista. No mundo real, matemática. No mundo dos Ursinhos Carinhosos, empatia.

MEMÓRIA

“Por trás de todo paladino da moral vive um canalha” - Nelson Rodrigues, escritor e gênio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]