Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Cristian e Daniel Cravinhos aparecem ao lado de Suzane em foto de 2002. | Agliberto Lima/Arquivo
Cristian e Daniel Cravinhos aparecem ao lado de Suzane em foto de 2002.| Foto: Agliberto Lima/Arquivo

Cristian Cravinhos, condenado por participar do assassinato do casal Marísia e Manfred von Richthofen, deixou a cadeia na tarde desta quarta-feira (23) após a Justiça conceder progressão de pena para o regime aberto. 

Condenado a 38 anos e um mês de prisão, ele deixou a penitenciária de Tremembé, no interior paulista, por volta das 16h, após decisão da juíza Wania Regina Gonçalves da Cunha, da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté. Ele já tinha tido o regime semiaberto concedido em 2013. 

Leia também: Anna Carolina Jatobá não está solta; entenda como funciona o regime semiaberto

Daniel Cravinhos, irmão de Cristian, e Suzane von Richtofen, filha das vítimas, também foram condenados pelo crime e cumprem pena no regime semiaberto. Daniel era namorado da jovem na época do crime. Os dois já pediram mudança para o regime aberto, mas ainda não tiveram o direito concedido pela Justiça. 

Cristian tinha 26 anos quando foi denunciado por duplo homicídio qualificado e roubo qualificado, em 2002. Na época do crime, a acusação afirmou que os dois irmãos agrediram o casal com barras de ferro e Cristian sufocou Marísia com um saco plástico. 

Joias e o dinheiro também foram roubados pelos irmãos da cena do crime. As joias foram encontradas no sítio da namorada de Cristian em Mairinque (66 km a oeste de São Paulo).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]