Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Justiça
  3. Enquanto STF discute o tema, mulheres relatam por que disseram 'não' ao aborto

defesa da vida

Enquanto STF discute o tema, mulheres relatam por que disseram 'não' ao aborto

Na semana em que mais de 50 expositores vão se pronunciar sobre o tema no Supremo, três leitoras relatam à Gazeta do Povo por que decidiram não interromper voluntariamente a gravidez

  • Da Redação
 | Gazeta do Povo/
Reprodução
Gazeta do Povo/ Reprodução
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Na semana em que o Supremo Tribunal Federal (STF) dá início à audiência pública que vai discutir se o aborto deve ser liberado no Brasil, de forma irrestrita, até a 12ª. semana de gestação, três mulheres contam à Gazeta do Povo por que recusaram um aborto ou desistiram de interromper a gravidez.

Veja: Por que o aborto não deve ser legalizado no Brasil

Enquanto os autores da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442 argumentam que “a lei penal não impede que abortos sejam feitos e, injustamente, força as mulheres comuns à ilegalidade e aos riscos da clandestinidade”, essas mulheres relatam as razões pelas quais resolveram não se submeter ao procedimento.

São casos de doença grave, falta de apoio da família e gravidez não planejada. Mesmo assim, resolveram dizer “sim” à vida. Confira as histórias:

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE