Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Ler e Pensar
  3. África é tema para a elaboração de jornal

DESCONSTRUÇÃO

África é tema para a elaboração de jornal

Estudantes aprendem sobre processo de criação e confiabilidade das informações

  • Curitiba
  • Colégio Sesi 
Um dos jornais produzidos pela turma, foi o África Times, que abordou o tema da produção, acesso e distribuição de energia | Reprodução
Um dos jornais produzidos pela turma, foi o África Times, que abordou o tema da produção, acesso e distribuição de energia Reprodução
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A África é um continente rico, de grande diversidade cultural e que influenciou fortemente a formação do povo brasileiro. Seu folclore, crenças e danças foram temas da Oficina África, atividade que motivou alunos e professores do Ensino Médio do Colégio Sesi Boqueirão, em Curitiba, no último trimestre do ano passado.

Um dos objetos de aprendizagem dos temas relacionados à cultura africana foi o texto jornalístico: notícia, reportagem e composição de um jornal. Como ferramenta de ensino, foi usado o jornal Gazeta do Povo, a partir da parceria no projeto Ler e Pensar. 

Sob a orientação da professora de Produção Textual e Português, Luciana Mainardes Barbosa, os estudantes fizeram pesquisas e observaram a estrutura dos textos de um jornal, a linguagem da notícia publicada, o uso das imagens e a publicidade. “Durante o ano todo trabalhamos com a leitura do jornal e com atividades para valorizar essa plataforma de comunicação escrita. A leitura de textos confiáveis com autores renomados e dados corretos oportunizou aos alunos o desafio de aguçar a leitura crítica e desenvolver o olhar para encontrar as chamadas fake news em outras plataformas digitais”, assegurou. 

Produto final 

A partir dessa tarefa, os alunos destacaram situações que pudessem compor o próprio jornal. A equipe de Anna Paula Roriz, de 16 anos, criou o Rabo de Arraia, que destacou a dança, a crença e o esporte. “Aprendemos muito sobre a cultura africana e, com isso, pudemos refazer a imagem de que há só pobreza e fome. E eu gostei muito de conhecer esses outros aspectos”, explicou Anna. 

Já a equipe de Adrielle Lobo, também de 16 anos, elaborou o África Times. Um registro da produção, acesso e distribuição de energia, em que se aponta que o lixo eletrônico e a contaminação atmosférica são grandes desafios para o continente. 

Ao final do projeto, os jornais elaborados pelos participantes foram apresentados em uma mostra cultural realizada para encerrar o ano, junto às demais oficinas, pelo Colégio Sesi Boqueirão. E uma apresentação de capoeira movimentou o evento. 

“Os resultados foram excelentes, pois a construção textual e o interesse pela criação, diagramação e pesquisa dos alunos foi muito positiva. O olhar sobre o momento de projeção e construção de um jornal foi algo novo para a maioria, e acredito que eles passaram a valorizar o importante papel do jornalista. Nesse sentido, atingimos o objetivo de reconhecer essa plataforma de comunicação”. Luciana acrescentou ainda que “a produção dos jornais deixou a equipe imensamente orgulhosa por ver o empenho e criatividade dos alunos”. 

Foco nos exames 

Entre os principais objetivos de realização de oficinas e parcerias como essa, a professora ressalta que o uso de uma ferramenta de comunicação escrita, que permite a confiabilidade das informações, também contribui para o aprimoramento de projetos e para a construção textual dos alunos com foco no Enem e nos concursos vestibulares. 

Nos planos para 2018 estão a abordagem sobre o feminismo. O assunto, decidido entre alunos e professora, promete alguma polêmica. “A ideia é entender melhor a posição da mulher no mercado de trabalho, aspectos de sua saúde e segurança, buscando saber mais, inclusive, sobre a violência doméstica e urbana da qual muitas vezes é vítima”, afirmou a aluna Adrielle. “E como já conhecemos o processo, teremos um produto bem melhor que o do ano passado”, complementou Anna Paula.
O texto foi produzido pela Gerência de Educação Básica e Continuada do SESI, que mensalmente mostrará neste espaço os resultados do Projeto Ler e Pensar em suas escolas.


O texto foi produzido pela Gerência de Educação Básica e Continuada do SESI, que mensalmente mostrará neste espaço os resultados do Projeto Ler e Pensar em suas escolas.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE