Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
#EUSOUMAISEU: educação e qualidade de vida
| Foto: Divulgação Janisse Mendes Cordova

Que a pandemia trouxe desafios para todo mundo, não temos como negar. E para a educação, não poderia ter sido diferente. Além das adaptações para o ensino remoto, a retomada às aulas presenciais (seja no modelo híbrido ou totalmente presencial) também trouxe algumas questões, que foram muito além do aprendizado.

“Sabia que tinha um desafio enorme pela frente, pois meus estudantes são de Classe Especial. [...] Quando finalmente foi possível voltar para o presencial, já tinha em mente os temas que iria trabalhar com eles. O primeiro seria a falta de rotina em casa o que acarretou em sedentarismo e falta de vínculo com a aprendizagem”, contou a professora Janisse Mendes Cordova, de Curitiba (PR), que criou o projeto #EUSOUMAISEU, com o objetivo de ajudar seus alunos da Escola Municipal Nivaldo Braga a retomarem, ou até mesmo criarem, hábitos mais saudáveis nesse retorno.

Mesmo antes da pandemia, a obesidade infantil já era uma realidade, segundo matéria publicada na Gazeta do Povo sobre pesquisas realizadas no estado do Paraná. Segundo a médica endocrinologista Rosângela Réa, do hospital Pequeno Príncipe, “ninguém controla a criança em casa para o que ela come, hoje. Se ela está sozinha, ela escolhe o que quer comer. E mesmo quando os pais estão junto, ela continua escolhendo”. Com crianças em casa durante o período de ensino remoto, sem acesso a atividades físicas e com livre acesso aos alimentos, será que os números da obesidade infantil aumentaram ainda mais?

Foi aí que a professora do Ler e Pensar buscou estratégias e ferramentas que propiciassem esse aprendizado de forma efetiva e satisfatória. “Há doze anos o Jornal Gazeta do Povo tem sido meu aliado na busca de fazer com que minhas aulas sejam mais dinâmicas, deixando que o estudante seja o protagonista da sua própria aprendizagem, tornando-o mais crítico e atento aos assuntos que permeiam nosso dia a dia”, contou.

Saúde alimentar, consumo consciente e vida social

A partir da leitura e interpretação da matéria da Gazeta do Povo, a professora iniciou uma discussão sobre hábitos alimentares. As turmas foram então desafiadas a pensar em um cardápio saboroso e saudável e pesquisar uma receita, que seria então preparada na escola com a supervisão da professora (e seguindo todos os protocolos sanitários).

A atividade foi muito bem recebida e a atividade prática garantiu o engajamento dos estudantes.  “Alunos com dificuldade de aprendizagem necessitam de atividades desafiadoras e estimulantes. [...] Ninguém deixou de fazer a tarefa (pesquisa da receita). Até os estudantes com dificuldades comportamentais estiveram comprometidos com o projeto”, garantiu a professora Janisse.

Para trabalhar os outros temas, a professora utilizou uma matéria da Gazeta do Povo sobre o assunto, para falar sobre “consumismo” e sobre bem-estar e vida social, decidiu focar a atividade no assunto “bullying”, usando como base outra matéria do jornal. Algumas atividades foram desenvolvidas em conjunto com a professora Jeane Pereira Novais, de Ciências, e outras continuam em desenvolvimento, como a criação de uma horta vertical na escola e de uma propaganda sobre alimentação saudável, que será feita com a ajuda da família. Sendo assim, o projeto de Janisse promete continuar transformando a realidade dos seus alunos e da escola! E a gente, promete continuar acompanhando e divulgando tudo por aqui.

Quer aprender a usar o jornal para tornar suas práticas mais estimulantes também? Inscreva-se gratuitamente no Ler e Pensar. Ao fazer parte do projeto você participa da Formação Ler e Pensar 2021 que ensina tudo que você precisa saber sobre como usar o jornal pedagogicamente e tornar suas aulas mais atrativas, além de oferecer certificação de 40h ou 60h, e acesso a outros benefícios como a assinatura da Gazeta do Povo, tudo isso gratuitamente!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]