i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
SAÚDE

Guardiões invisíveis

Como as bactérias e os fungos podem ser importantes para a manutenção da saúde

    • Curitiba
    • 17/04/2019 18:12
    Projeto de alunos de escola de Curitiba discute sobre as bactérias presentes no corpo humano | Divulgação 
    Projeto de alunos de escola de Curitiba discute sobre as bactérias presentes no corpo humano| Foto: Divulgação 

    Quando falamos em bactérias ou fungos, comumente relacionamos essas palavras a sujeira ou doenças, mas a realidade é bem diferente. Não importa a forma como você é rigoroso com a sua higiene, esses pequenos “intrusos” permanecerão com você. Isso porque uma boa parte da constituição do nosso organismo é formada por bactérias e fungos. O nosso intestino, por exemplo, apresenta mais de 100 trilhões de micro-organismos com mais de mil espécies em sua formação.

    Esses pequeninos, invisíveis a olho nu, são essenciais à nossa saúde e bem-estar e vem se tornando a nova aposta no campo da saúde. Estudos recentes apontam que até mesmo no combate à obesidade, as bactérias podem ter um papel importante e que nem sempre uma doença é causada pela presença das mesmas, mas que a falta delas também causa desequilíbrios. E, neste caso, a solução seria reintroduzi-las. 

    Na matéria intitulada "Estudo aponta que nosso organismo é formado (principalmente) por bactérias e fungos", publicada na Gazeta do Povo, a pesquisadora e bióloga Alanna Collen nos ajuda a entender a presença desses micro-organismos e de que forma eles podem ser “melhorados”, o que, segundo ela, é a chave para quem busca mais saúde e qualidade de vida. A pesquisadora garante que o principal, é prestar atenção no que estamos ingerindo. Uma alimentação equilibrada, com poucos alimentos industrializados é fundamental, além disso, comer apenas o que nosso organismo precisa, não deixando o organismo se sentir “empanturrado” também é muito importante. 

    Pequenos cientistas 

    Em Curitiba, os alunos de contraturno da professora Luciene Fraga Lacerda, da Escola Municipal Profº Guilherme Lacerda Braga Sobrinho se tornaram verdadeiros cientistas, ao estudar sobre a vida microscópica. 

    As atividades iniciaram com um aprofundamento sobre o tema, na internet, e posteriormente a visita de uma cientista, que explicou de forma muito divertida a importância dos hábitos saudáveis e de que forma as bactérias se proliferam no organismo, quando são benéficas e quando podem nos prejudicar. 

    Depois disso, as crianças debateram a matéria citada anteriormente e a professora propôs a realização de um experimento, para que as crianças pudessem percebem a existência de bactérias e fungos. 

    Utilizando da metodologia proposta pelo Ler e Pensar, a experiência denominada “Cultivando Bactérias” foi conduzida por um dos alunos e relatada em forma de vídeo. O produto final ficou uma graça e você pode conferir aqui. Segundo a professora, o aluno foi escolhido justamente para desenvolver sua oralidade, pois costumava ser tímido e retraído, porém, depois dessa atividade, já atuou até mesmo como apresentador em um evento promovido pela Secretária de Educação e voltado aos estudantes das escolas municipais, demonstrando que ao permitir o protagonismo das crianças dentro do processo de ensino aprendizagem, garante também a melhora da autoestima e autoconfiança. 

    O restante da turma também apresentou resultados de aprendizagem significativos: “os estudantes aprenderam que uma alimentação saudável, manter cuidados de higiene e ter a carteira de vacinação em dia, ajuda as bactérias boas combaterem os micro-organismos causadores de doenças do nosso corpo, inclusive se propuseram a optar por uma alimentação mais saudável”, avalia Luciene.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.