i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
eleições

Abbas diz que emitirá decreto para eleições palestinas

  • Porreuters
  • 20/10/2009 15:03

O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, disse nesta terça-feira que emitirá um decreto no domingo para a realização de eleições em 24 de janeiro, um passo que pode aumentar a pressão sobre o Hamas para que o grupo assine um acordo de reconciliação mediado pelo Egito.

O Egito tenta há mais de um ano chegar a um acordo entre o Fatah, de Abbas, e o grupo islâmico Hamas, que venceu eleições parlamentares em 2006 e assumiu o controle da Faixa de Gaza em uma curta guerra civil palestina em 2007.

"Baseado na Constituição, somos obrigados a emitir um decreto em 25 de outubro para realizar eleições presidenciais e parlamentares antes de 24 de janeiro, e iremos emiti-lo", disse Abbas após encontro com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, no Cairo.

Abbas disse na semana passada que realizaria as eleições planejadas para janeiro a menos que o Hamas concordasse com o acordo de reconciliação, o que adiaria o pleito até junho.

Sem o acordo com o Hamas, analistas acreditam que será impossível que Abbas realize eleições na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. O grupo islâmico prometeu bloquear a votação em Gaza se o pleito for programado sem o seu consentimento.

"Ele (Abbas) está somente manobrando e exercendo pressão", disse Hasan Nafaa, professor de Ciência Política na Universidade do Cairo.

"Se ele realizar as eleições sem o Hamas, ele será o líder da Cisjordânia apenas e, então, diminuirá sua legitimidade como o presidente da Autoridade Palestina", afirmou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.