Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Mundo
  3. Assassino de John Lennon tem pedido de liberdade rejeitado pela 7ª vez

Justiça

Assassino de John Lennon tem pedido de liberdade rejeitado pela 7ª vez

A decisão foi adotada após uma audiência por videoconferência na quarta-feira (22); Mark Chapman está detido em uma penitenciária de segurança máxima

  • AFP
Foto de divulgação de Mark David Chapman, condenado pelo assassinato de John Lennon |
Foto de divulgação de Mark David Chapman, condenado pelo assassinato de John Lennon
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

As autoridades penitenciárias americanas rejeitaram nesta quinta-feira (23) o sétimo pedido de liberdade de Mark David Chapman, o homem que assassinou o ex-Beatle John Lennon em 1980, em Nova York.

"Sua libertação neste momento afetaria de maneira importante o respeito pela lei e tenderia a banalizar a trágica perda humana que você causou como resultado de seu crime atroz, não provocado, violento, frio e calculado", afirmam as autoridades em um comunicado.

A decisão foi adotada após uma audiência por videoconferência na quarta-feira com Chapman, de 57 anos e que está detido na penitenciária de segurança máxima de Wende, em Alden, estado de Nova York.

Chapman foi condenado em 1981 a uma pena que podia ir dos 20 anos até a prisão perpétua pelo assassinato de Lennon diante do prédio em que o ex-Beatle morava de frente para Central Park, em Nova York.

Este foi o sétimo pedido de liberdade de Chapman desde 2000, ano em que passou a ter a possibilidade de deixar a prisão. A próxima audiência do caso está marcada para agosto de 2014.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE