Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Soldados e policiais fecharam a entrada da base área atacada no Paquistão nesta quinta-feira (16) | AFP Photo/Aamir Qureshi
Soldados e policiais fecharam a entrada da base área atacada no Paquistão nesta quinta-feira (16)| Foto: AFP Photo/Aamir Qureshi

Militantes islâmicos armados com lança-granadas e armas automáticas atacaram uma das maiores bases aéreas do Paquistão nesta quinta-feira (16), informou a Força Aérea, em um desafio descarado ao poderoso exército do país, equipado com armas nucleares.

O ataque foi contido e somente uma aeronave foi danificada, disse um porta-voz da Força Aérea, acrescentando que a base aérea Minhas, em Kamra, no centro da província de Punjab, não abriga armas nucleares.

"Nenhuma base aérea é uma base aérea nuclear no Paquistão", disse.

O tiroteio durou horas, e oito militantes e um soldado foram mortos, disse o porta-voz. Comandos foram chamados para reforçar e policiar os blindados que foram vistos indo para a base.

O Taliban do Paquistão, que é próximo da rede Al Qaeda e visto como a maior ameaça à segurança da nação do sul da Ásia, reivindicou a responsabilidade pelo ataque.

"Estamos orgulhosos desta operação. Nossa liderança havia decidido atacar a base de Kamra muito tempo atrás", afirmou o porta-voz taliban Ehsanullah Ehsan por telefone de um local não revelado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]