i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
violência

Atirador deixa 5 mortos e 5 policiais feridos na cidade de Aurora, EUA

O tiroteio aconteceu dentro de uma indústria na tarde desta sexta-feira. O suspeito é um homem de 45 anos

    • The Washington Post e Redação
    • 15/02/2019 21:11
    Policiais vasculham a área após um tiroteio em uma área industrial de Aurora, no estado americano de Illinois |  SCOTT OLSON / AFP
    Policiais vasculham a área após um tiroteio em uma área industrial de Aurora, no estado americano de Illinois| Foto:  SCOTT OLSON / AFP

    Um atirador abriu fogo dentro de uma indústria na cidade americana de Aurora, Illinois, na tarde desta sexta-feira (15). Pelo menos cinco pessoas morreram e cinco policiais ficaram feridos. O suspeito foi identificado como Gary Martin, 45 anos, possivelmente um ex-funcionário da empresa, segundo autoridades locais.

    “Fomos informados de que várias pessoas foram atingidas por tiros”, escreveu um porta-voz da Procuradoria do Condado de Kane por e-mail na tarde de sexta-feira. 

    Em entrevista à rede ABC7, o oficial de informações públicas de Aurora, Clayton Muhammad, disse que os policiais feridos estavam “em condições estáveis” e que o suspeito havia sido “neutralizado”, mas não esclareceu se o suspeito foi capturado vivo ou morto.

    Pelo Twitter, a polícia da cidade de Aurora afirmou que a área estava segura e que “o atirador não é mais uma ameaça à área”, às 15:30 no horário local (19:30  no horário de Brasília).

    Mais cedo, os moradores da área de Highland-Prairie estavam sendo orientados a se abrigarem em seus locais. 

    Leia também: Trump declarou emergência nacional. Saiba o que isso significa e o que está por vir

    Policiais fazem a segurança da área após o tiroteio na cidade americana de Aurora SCOTT OLSON / AFP

    Nancy Caal, que trabalha em uma oficina perto da cena do tiroteio, disse ao Post que ouviu o barulho das sirenes quando carros da polícia e ambulâncias seguiram para o prédio atrás do dela. 

    Ela e outras duas pessoas trancaram a loja quando viram policiais fortemente armados indo em direção ao depósito Henry Pratt, que fica próximo. 

    “Ninguém nos disse nada”, disse ela. “Mas fechamos os portões e fechamos a loja”. 

    Notícias de um atirador ativo confirmaram seus medos logo depois. 

    “Estamos nervosos”, disse Caal. “Parece que algo grande está acontecendo lá fora”. 

    Gabriel Gonzales, veterano da guerra do Iraque, pode ver o local do crime de sua casa. Ele disse que os carros de polícia, as luzes e os veículos armados deram a ele flashbacks .

    “Quando você está em uma zona de combate você espera isso”, disse Gonzales. “Eu nunca vi essa quantidade de carros de polícia em lugar nenhum”.

    O ataque aconteceu um dia após a data que marcou um ano do massacre de Parkland, quando um atirador matou 17 alunos e funcionários e deixou outros 17 feridos na cidade da Flórida. 

    Mais informações em breve.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.