i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mungia

Brasileira é encontrada morta na Espanha; ex-namorado é detido como suspeito

Os dois estiveram juntos por dois anos, mas tinham terminado na semana passada e o homem não aceitava o fato

  • PorEFE
  • 17/03/2014 15:28

A brasileira Andina Pereira de Brito, de 35 anos, foi encontrada morta em casa nesta segunda-feira em seu apartamento na cidade de Mungia, no País Basco, na Espanha, e segundo investigações preliminares, teria sido assassinada, já que seu corpo apresentava sinais de estrangulamento e seu ex-namorado foi detido como suspeito.

De acordo com o irmão da vítima, Fábio de Brito, que mora em Redenção (PA), cidade natal de Andina, o corpo foi encontrado pela filha dela, de 11 anos. Em estado de choque, a criança entrou em contato com uma amiga da mãe, identificada apenas como Raquel, que chamou o serviço de emergência.

O principal suspeito é o ex-namorado de Andina. Os dois estiveram juntos por dois anos, mas tinham terminado na semana passada e o homem não aceitava o fato. Segundo Fábio, o ex-namorado está detido, e a prefeita de Mungia, Izaskun Uriagereka Legarreta, está ajudando e acompanhando diretamente as investigações. Ele não confirmou a nacionalidade do suspeito.

"Ele invadiu o apartamento e matou a minha irmã. Ela tinha marcas de mão no pescoço", explicou Fábio em entrevista por telefone à Agência Efe.

Segundo fontes da polícia, o suspeito tinha antecedentes por maus tratos em um relacionamento anterior. Já a brasileira não tinha registrado qualquer denúncia contra ele.

Andina estava na Espanha há sete anos e trabalhava como garçonete. Ela se mudou a convite da amiga Raquel. Em outubro de 2012, ela levou o casal de filhos, de 11 e 15 anos, de outro relacionamento, para viver na Espanha.

A família, que mora em Redenção, soube do ocorrido a partir de um telefonema dado pela filha da amiga de Andina. Segundo Fábio, a irmã mantinha contato constante com o Brasil, ligava para casa toda semana e falava com os irmãos diariamente por um aplicativo de mansagens por celular.

Ele contou que a irmã não falava muito sobre seu relacionamento, e apenas mencionou o rompimento. Contudo, Fábio disse que ela costumava relatar estar feliz.

Ainda de acordo com Fábio, um de seus irmãos embarcará amanhã para a Espanha para acompanhar as investigações. Ele também tentará trazer para o Brasil os filhos de Andina, que estão em um abrigo e só podem sair do local acompanhados de um parente direto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.