• 16/12/2019 22:58
América do Sul

Estudo identifica soda cáustica na água usada pela polícia do Chile contra manifestantes

  • 16/12/2019 22:58
  • PorGazeta do Povo
    Manifestante é atingido por jato d’água da polícia de choque durante protesto contra o governo em Santiago, 18 de novembro de 2019
    Manifestante é atingido por jato d’água da polícia de choque durante protesto contra o governo em Santiago, 18 de novembro de 2019| Foto: CLAUDIO REYES / AFP

    Um estudo divulgado nesta segunda-feira (16) informa que foi detectada a presença de soda cáustica e gás de pimenta na água utilizada pela polícia do Chile para controlar os protestos realizados há meses no país.

    O estudo foi encomendado pelo Movimento Saúde e Resistência ao Colégio de Químicos Farmacêuticos e Bioquímicos do país após relatos de pacientes que sofreram queimaduras e ferimentos ao entrar em contato com os jatos d'água lançados pelos veículos da polícia, segundo a imprensa chilena.

    O diretor geral da polícia chilena, Mario Rozas, falou sobre os resultados da análise química nesta segunda-feira. "Sempre nos questionam sobre os nossos meios, que são meios que o Estado colocou à nossa disposição, e como sempre vamos informar os componentes que há nesses meios", afirmou Rozas. "O que utilizamos é o que está no mercado e está validado internacionalmente por estudos", acrescentou.

    O presidente Sebastián Piñera, no entanto, afirmou que não será aceito o uso de produtos "não permitidos pelos protocolos".

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.