i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Oriente Médio

Casa Branca condena suposto comentário de ministro israelense sobre Kerry

Segundo relatos, Moshe Yaalon disse que a busca do secretário dos EUA pela paz no Oriente Médio é "motivada por uma obsessão incompreensível e um sentimento messiânico"

  • PorReuters
  • 14/01/2014 14:43

Os Estados Unidos rebateram nesta terça-feira as declarações atribuídas ao ministro da Defesa de Israel, que teria sugerido que a busca do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pela paz no Oriente Médio seria messiânica e obsessiva.

"Os comentários do ministro da Defesa (Moshe Yaalon), se precisos, são ofensivos e inapropriados, especialmente diante de tudo que os Estados Unidos estão fazendo para apoiar as necessidades de Israel", disse Jen Psaki, porta-voz do Departamento de Estado num breve comunicando e numa rara reprimenda ao aliado Israel.

A porta-voz fez o comentário depois que o jornal mais vendido em Israel publicou que Yaalon teria dito que John Kerry agia motivado por "uma obsessão incompreensível e um sentimento messiânico" e não poderia ensiná-lo nada sobre o conflito entres israelenses e palestinos.

Psaki divulgou a resposta em Roma, onde Kerry fez uma breve parada antes de ir para o Kuweit.

"O secretário Kerry e a sua equipe têm trabalhado dia e noite para tentar promover uma paz segura para Israel, dada a preocupação do secretário com Israel", acrescentou a porta-voz.

"Questionar os motivos dele e distorcer as suas propostas não é algo que esperaríamos do ministro da Defesa de um aliado próximo."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.