Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Banco do Povo da China (PBOC, banco central do país) informou ontem que adotará medidas adicionais para aumentar a flexibilidade da taxa de câmbio do yuan, mas não forneceu mais detalhes. A autoridade monetária reiterou várias das suas declarações anteriores sobre o yuan, inclusive que manterá um sistema de flutuação administrada para a divisa referenciada contra uma cesta de moedas."É necessário adotar medidas adicionais para fazer avançar a reforma do mecanismo de formação da taxa de câmbio e reforçar a flexibilidade da taxa de câmbio do yuan", em nota.

O secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, afirmou em nota que o país saúda a decisão da China de aumentar a flexibilidade da taxa de câmbio do yuan. O diretor-gerente do Fundo Monetário Inter­­nacional (FMI), Domini­­que Strauss-Kahn, afirmou que o comunicado do banco central chinês foi um "progresso muito bem-vindo".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]