Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Homem olha casa destruída pela enchente do Rio Yalu, entre a China e a Coreia | Reuters Images
Homem olha casa destruída pela enchente do Rio Yalu, entre a China e a Coreia| Foto: Reuters Images

Pelo menos 250 mil pessoas foram retiradas de suas casas na província de Liaoning, no nordeste da China, e mais de 5 mil na vizinha Coreia do Norte, em consequência das fortes inundações causadas por chuvas torrenciais que continuam a afetar a região.

As tempestades au­­mentaram consideravelmente o volume de águas do Rio Yalu, que separa os dois países.

O Centro Meteorológico Na­­cional chinês advertiu ontem que as chuvas continuarão ho­­je em certas regiões de Liao­­ning, acompanhadas por ventos fortes. Calcula-se que 127 mil pessoas tenham sido evacuadas na província chinesa nos últimos quatro dias.

Na cidade de Dandong, fronteira com a Coreia do Norte, mais de 94 mil foram retirados e as redes de transporte e eletricidade estão interrompidas. Na outra margem do Yalu, na Co­­reia do Norte, mais de 5 mil habitantes foram levados a locais mais seguros depois que várias partes da cidade de Sinuiju e comunidades rurais ficaram completamente inundadas.

As chuvas torrenciais que caíram em toda a China provocaram as piores enchentes no país em décadas. Cerca de 3.900 pessoas morreram ou estão desaparecidas desde o início das enchentes, entre elas as quase 1.750 vítimas fatais dos deslizamentos de terra em uma localidade do noroeste chinês.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]