Comboio de veículos de "peshmergas", forças curdo-iraquianos, chegaram nesta sexta  na fronteira com a cidade de Kobani | REUTERS / Yannis Behrakis
Comboio de veículos de "peshmergas", forças curdo-iraquianos, chegaram nesta sexta na fronteira com a cidade de Kobani| Foto: REUTERS / Yannis Behrakis

A coalizão internacional bombardeou nesta sexta-feira (31) a zona sul da cidade síria de Kobani, na fronteira com a Turquia, coincidindo com a entrada de um comboio de veículos de "peshmergas", forças curdo-iraquianos, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os aviões da aliança fizeram três ataques em bairros, enquanto chegava à área de Tel Shair, a oeste de Kobani, um comboio composto por dez veículos dos "peshmergas". Segundo o Observatório, os milicianos curdo-sírios ficarão em diversos pontos da cidade.

Mais cedo, canais de televisão turcos tinham anunciado o começo do deslocamento dos "peshmergas" em caminhões escoltados por tanques turcos até a fronteira.

Um grupo de dez líderes curdo-iraquianos foram ontem a Kobani para se reunir com representantes curdo-sírios e avaliar a situação em campo, além de estabelecer uma sala conjunta de operações.

Além disso, cerca de 150 "peshmergas" chegaram há três dias à Turquia para viajar a Kobani. O EI iniciou uma ofensiva contra esta cidade no dia 16 de setembro e, desde então, ela está completamente cercada pelos radicais, exceto pelo norte, onde faz fronteira com a Turquia.

Kobani, localizada na província de Aleppo, é um dos três principais redutos curdos da Síria, junto com as regiões de Afrin, também em Aleppo, e Al Jazeera, em Al Hasaka.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]