Os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e da Colômbia, Juan Manuel Santos, se comprometeram a melhorar as relações bilaterais entre seus países apesar das diferenças ideológicas de seus governos. Os chefes de Estado reuniram-se em Caracas nesta terça-feira. Santos disse que, embora os países tenham suas diferenças, "é preciso trabalhar juntos". Chávez, por sua vez, disse que a Colômbia e a Venezuela "serão irmãs para sempre". Foi a primeira visita do colombiano a Caracas desde que tomou posse, em agosto.

Chávez esteve por anos em conflito com o ex-presidente colombiano Álvaro Uribe. Em julho, as relações diplomáticas entre os países se degradaram ainda mais devido às acusações de que rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) se refugiavam no território venezuelano. Chávez nega as acusações.

Em 2008 também ocorreu um episódio de atrito, quando Chávez criticou um bombardeio colombiano no Equador contra um acampamento das Farc - nesse ataque morreu Raul Reyes, então líder da guerrilha. Na época, Santos era o ministro da Defesa da Colômbia.

O comércio entre os países, tradicionalmente forte, diminuiu significativamente durante o mandato de Uribe, já que Chávez ordenou que os não fossem comprados alimentos da Colômbia e assinou tratados com Brasil e Argentina para substituir as importações colombianas.

Desde que Santos assumiu o poder, porém, os presidentes têm tentado uma reaproximação. Em agosto, eles concordaram em restaurar os laços diplomáticos e retomar as relações comerciais. "Se trabalharmos juntos, nosso povo será beneficiado. Se terminarmos brigando, nosso povo será prejudicado. Acredito que você e eu, presidente Chávez, entendemos isso", disse Santos.

Chávez disse esperar que "nenhuma força externa seja capaz de provocar qualquer tipo de dano nessas relações fraternais", referindo-se aos EUA, que o venezuelano acusa repetidamente de tentar impedir uma maior integração latino-americana. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]