Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Robô Curiosity, que vem explorando a superfície de Marte | Nasa/Divulgação
Robô Curiosity, que vem explorando a superfície de Marte| Foto: Nasa/Divulgação

A mais recente descoberta do robô Curiosity, que vem explorando Marte, aumenta as expectativa de que haja vida no planeta vermelho. A Nasa informou nesta quarta-feira (17) que foi detectada no local uma fonte de gás metano, componente produzido principalmente a partir da atividade biológica.

A descoberta, anunciada através de um artigo publicado na revista Science, ainda é pontuada por dúvidas. Inicialmente, a fonte aparecia e desaparecia sem explicação, aumentando em alguns pontos dependendo da época do ano. Porém, uma busca mais acentuada em Gale, uma cratera de 150 quilômetros de diâmetro, revelou uma emissão mais constante do gás. "Há uma fonte adicional de metano de origem desconhecida", observou a equipe que comanda a missão.

Os cientistas ainda não sabem de que forma o gás é gerado em Marte. Na Terra, 90% do metano presente na atmosfera é produzido pelos seres vivos, o que reforça a possibilidade de haver vida no planeta vizinho. "Na minha opinião, os dados [coletados pelo Curiosity] se encaixam mais como um modelo biológico. A possibilidade de vida em Marte volta a estar sobre a mesa", disse ao jornal El País Ricardo Amils, investigador do Centro de Astrobiologia da Nasa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]