Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Protesto vai até setembro. | Leonhard Foeger / Reuters
Protesto vai até setembro.| Foto: Leonhard Foeger / Reuters

Um bordel da cidade austríaca de Salzburgo anunciou que oferecerá aos clientes sexo de graça até setembro como protesto pelos muitos impostos que é obrigado a pagar.

“Entrada livre, taças e sexo de graça” é a mensagem que consta na porta e no site do local, o que gerou filas desde o fim de semana passado.

O dono do local, Hermann Müller, assegurou que pagará de seu bolso os cerca de 10 mil euros que cada prostituta deixará de ganhar por mês. Müller, que tem outros estabelecimentos em cidades da Áustria e Alemanha, disse que fará o protesto até setembro.

“Nos últimos dez anos paguei cinco milhões de euros em impostos só pelo local de Salzburgo”, declarou Müller. A prostituição na Áustria é uma atividade legal e regulamentada. Em 2013, 6 mil pessoas exerciam a profissão de forma lícita em todo o país.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]