Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Pelo menos 14 pessoas morreram quando múltiplos dispositivos explosivos atingiram um caminhão da polícia que transportava prisioneiros em uma região tensa do noroeste da Síria neste sábado (22), disse a agência de notícias estatal Sana e um grupo de oposição.

A agência culpou "terroristas" pelo ataque e disse que ele ocorreu na rodovia Idlib-Ariha, uma área próxima da fronteira do país com a Turquia que registrou intensos combates com desertores do exército recentemente.

Quatro bombas que foram detonadas em "duas fases" atingiram o caminhão. Após a explosão, os atacantes tentaram atingir um ambulância que chegava para ajudar os feridos, reportou a agência.

Seis policiais que acompanhavam os prisioneiros ficaram feridos também no ataque e parte deles está em estado crítico, acrescentou a Sana.

O grupo ativista de oposição baseado em Londres, o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, confirmou o ataque neste sábado e citou que 15 pessoas morreram no atentado. O diretor do grupo, Rami Abdul-Rahman, afirmou que o caminhão foi atingido por inúmeras bombas de beira de estrada, mas não estava claro quem teria feito o ataque. Ninguém assumiu a autoria do atentado imediatamente, mas membros do Exército Livre Sírio são conhecidos por serem ativos na região. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]