Uma dúzia de escolas primárias do condado de Alachua, no centro da Flórida, poderão contar a partir do próximo dia 3 de janeiro com proteção armada, caso seja aprovada a iniciativa pela junta escolar da região.

"Em um esforço para aumentar a segurança" nos colégios, a delegacia de Alachua propôs a uma dúzia de escolas de primária deste condado que a polícia patrulhe as instalações, assinalou hoje em comunicado um porta-voz policial.

Cada uma destas escolas disporia de um policial encarregado das tarefas de vigilância, "além de considerar outras medidas adicionais" para garantir a segurança nos centros escolares, explicou o comunicado.

Trata-se de uma medida "temporária", cujo custo seria incorporado ao orçamento policial.

A proposta foi motivada pelo massacre da escola Sandy Hook em Newtown, Connecticut, que no último dia 14 de dezembro deixou 28 mortos.

Nesse dia Adam Lanza, de 20 anos, após matar sua mãe em sua casa de Newtown, se dirigiu à escola de primária, onde matou 20 crianças de seis e sete anos, assim como seis adultos, e posteriormente se suicidou com um disparo na cabeça.

"Como todos sabemos, a presença da polícia nos colégios se transformou em uma parte importante das obrigações para proteger às crianças", ressaltou o comunicado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]