Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Os Estados Unidos entregaram ao Paquistão Latif Mehsud, alto dirigente do principal grupo talibã paquistanês, o Tehrik-e-Taliban Pakistan (TTP), capturado no Afeganistão, informaram a Otan e fontes oficiais neste domingo (7).

A missão da Otan no Afeganistão (Isaf) afirmou em comunicado que tropas americanas entregaram "três paquistaneses" que estavam sob custódia ao governo de Islamabad no sábado, mas não revelou a identidade dos detidos.

"A entrega ocorreu após conversas entre Estados Unidos e Paquistão", segundo a nota, que informou que os detidos foram transferidos a Islamabad após receberem garantias de que seriam tratados segundo as leis humanitárias internacionais.A Otan acrescentou que "o governo afegão não esteve envolvido na transferência", como fontes oficiais paquistaneses afirmaram anteriormente aos veículos de comunicação "Dawn" e "Express Tribune", ao relacionarem a entrega com a visita do presidente afegão, Ashraf Ghani, a Islamabad no mês anterior.

A imprensa identificou um dos detidos entregues ao Paquistão como Latif Mehsud, considerado o "número dois" do anterior chefe do TTP, Hakimullah Mehsud, morto há um ano em um ataque de drone dos EUA no Paquistão.

Um dos colaboradores mais próximos de Hakimullah Mehsud foi capturado em solo afegão pelo exército desse país quando tentava comprar armamento, embora as fontes não tenham revelado a data exata de sua detenção.

A entrega dos três membros do TTP ocorreu no mesmo dia em que 12 membros do grupo talibã morreram no bombardeio de um drone americano e outros 14 perderam a vida em uma operação militar do Exército afegão no leste do Afeganistão, na fronteira com o Paquistão.

O Afeganistão atravessa um de seus períodos mais violentos desde que, no ano passado, as forças afegãs ficaram responsáveis pela segurança após a retirada gradual da missão da Otan, que terminará em 31 de dezembro, após 13 anos de atividade.

Os Estados Unidos deverão manter cerca de 10.800 soldados até 2024 e a Otan entre 3.000 e 4.000 militares com um novo papel a partir de 2015, de assessoria e treinamento de tropas locais, consideralmente menos que os cerca de 130 mil em 2012.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]