Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Frascos de vacina da Janssen, utilizada no Brasil
Frascos de vacina da Janssen, utilizada no Brasil| Foto: EFE/EPA/NARENDRA SHRESTHA

A Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora de produtos de saúde nos Estados Unidos, autorizou nesta quarta-feira (20) doses de reforços das vacinas contra a Covid-19 da Janssen e da Moderna e a aplicação de imunizantes diferentes dos administrados inicialmente para reforço.

Em nota, a FDA orientou que uma dose única de reforço da vacina da Moderna, que não é utilizada no Brasil, pode ser administrada pelo menos seis meses após a segunda dose em pessoas com 65 anos de idade ou mais e de 18 a 64 anos com alto risco de desenvolverem quadros graves de Covid-19 ou com exposição frequente ao novo coronavírus devido ao seu trabalho.

A FDA também informou que uma segunda dose da vacina da Janssen, utilizada no Brasil, pode ser aplicada pelo menos dois meses após a conclusão do regime primário de dose única em pessoas com 18 anos de idade ou mais.

A agência autorizou ainda o uso de vacinas contra a Covid-19 disponíveis nos Estados Unidos como uma dose de reforço heteróloga (o chamado “mix and match”, ou “misturar e combinar”) após a conclusão da vacinação primária com um imunizante diferente disponível.

Antes, a FDA já havia autorizado dose de reforço da vacina Pfizer/BioNTech pelo menos seis meses após a segunda dose para pessoas com 65 anos ou mais, com risco de doença grave ou mais expostas ao vírus devido ao trabalho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]