Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Biden seguiu aconselhamento do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças
Biden seguiu aconselhamento do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças| Foto: EFE/EPA/Shawn Thew

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta sexta-feira (26) que o país restringirá as viagens partindo da África do Sul e de sete outros países africanos a partir de segunda-feira (29), devido a uma nova variante do coronavírus batizada de omicron.

Segundo informações da CNN, Biden foi aconselhado por Anthony Fauci, chefe do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid, na sigla em inglês), e pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) a restringir viagens da África do Sul (onde a nova variante foi detectada), Botsuana, Zimbábue, Namíbia, Lesoto, Eswatini, Moçambique e Malawi, apesar de o governo americano ainda buscar mais informações sobre a omicron.

A nova variante do coronavírus detectada nesta semana por cientistas da África do Sul foi reconhecida como variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Devido ao seu grande número de mutações, a variante tem acendido alertas no mundo e levado vários países à imposição de medidas como a suspensão de viagens partindo de alguns países africanos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]