Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Fila deu a volta na quadra do escritório que atende imigrantes em Los Angeles | Frederic J. Brown/AFP
Fila deu a volta na quadra do escritório que atende imigrantes em Los Angeles| Foto: Frederic J. Brown/AFP

Exigências

Principais requisitos que os estudantes terão de atender para participar do programa migratório temporário lançado pelo presidente Barack Obama:

• Comprovar que tinha menos de 31 anos de idade quando a medida foi anunciada.

• Ter entrado nos Estados Unidos com menos de 16 anos.

• Ter idade mínima de 15 anos.

• Residir no país há mais de cinco anos.

• Não ter histórico criminal.

• Apresentar provas de seus estudos.

Mais de 1 milhão de estudantes ilegais nos EUA, a maio­­ria vindos do México e do resto da América Latina, podem se inscrever desde ontem em um programa temporário para garantir permissões de trabalho e a permanência no país.

O programa migratório temporário foi emitido por Barack Obama no último dia 15 de junho e acabou gerando inúmeras críticas ao presidente americano, acusado de oportunismo político por parte de líderes republicanos e de grupos conservadores opostos a uma reforma imigratória.

Segundo os grupos pró-imigrantes, trata-se de um momento "histórico": a última vez que os EUA outorgou um alívio imigratório em massa foi com a "anistia" de 1986, que beneficiou cerca de 3 milhões de imigrantes ilegais com um visto de residência permanente.

Vários centros comunitários da comunidade imigrante abriram suas portas para oferecer ajuda gratuita aos chamados dreamers ("sonhadores"), como são conhecidos os estudantes que obteriam a residência permanente se o Congresso finalmente aprovasse o Dream Act (Lei de Desenvolvimento, Apoio e Educação de Menores Estrangeiros, na sigla em inglês).

A legislação foi aprovada pela Câmara dos Repre­­sentantes em dezembro de 2010, mas ficou estagnada no Senado devido às disputas partidárias que envolvem a reforma do sistema de imigração dos EUA.

Assim, com o pagamento de US$ 465, os estudantes imigrantes ilegais poderão obter uma licença de trabalho temporário e carteiras de motorista sem o medo de serem deportados.

Revisão

A Escritório de Serviços de Imigração e Cidadania revisará as solicitações "caso a caso", e o que for reprovado – por fraude ou por antecedentes penais, por exemplo –, poderá ser deportado ou sofrer processo judicial.

O consenso daqueles que são pró-reforma é que esse alívio imigratório é um­­ primeiro passo para o Con­­gresso viabilizar uma solução permanente para os 11 milhões de imigrantes ilegais que vivem no país.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]