i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Lista negra

EUA colocam Xiaomi e outras chinesas em lista de empresas que ameaçam segurança nacional

  • PorGazeta do Povo e Estadão Conteúdo
  • 14/01/2021 17:05
Instalação da empresa chinesa Xiaomi na Grand Central Station, Nova York, em 28 de dezembro
Instalação da empresa chinesa Xiaomi na Grand Central Station, Nova York, em 28 de dezembro| Foto: Michael Loccisano/ Getty Images for Xiaomi Corporation/ AFP

O governo dos Estados Unidos acrescentou nove empresas chinesas à lista de supostas companhias ligadas às forças armadas da China e que representam ameaça à segurança nacional do país, incluindo a fabricante de celulares Xiaomi, a aeroespacial Comac, segundo noticiou a Reuters.

A lista negra é compilada pelo Departamento de Estado dos EUA, por exigência de uma lei de 1999, e contava até então com 35 empresas supostamente ligadas ou de propriedade das forças armadas da China. A decisão proíbe investimentos americanos nessas empresas e obriga os investidores americanos a desfazerem suas participações com as companhias da lista até 11 de novembro de 2021.

Além disso, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos colocou a petroleira chinesa Chinese National Overseas Oil Corporation (CNOOC) em lista de empresas que representam ameaça à segurança nacional do país. O órgão ainda limitou as exportações de tecnologia para a companhia Skyrizon, também do país asiático. A medida dificultará a exportação de equipamentos ou tecnologia por empresas americanas para as estatais chinesas.

"As ações imprudentes e beligerantes da China no Mar da China Meridional e seu impulso agressivo para adquirir propriedade intelectual e tecnologia sensíveis para seus esforços de militarização são uma ameaça à segurança nacional dos EUA e à segurança da comunidade internacional", disse o secretário de Comércio, Wilbur Ross, em um comunicado.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    ANTONIO

    ± 10 horas

    E o Trump? Já está nesse lista? Pois deveria.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • J

      Jérôme Mencier

      14/01/2021 23:05:12

      Perfeito! Deveríamos fazer o mesmo aqui !

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.