i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
conflito

Farc querem participar de assembleia da Unasul

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) fizeram o anúncio depois de o presidente Juan Manuel Santos rejeitar a mediação de governos estrangeiros e de líderes políticos para um processo de paz com a guerrilha

  • Porreuters
  • 23/08/2010 16:08

A maior guerrilha colombiana anunciou nesta segunda-feira sua intenção de levar ao bloco regional Unasul seus pontos de vista sobre o conflito interno no país e sobre uma possível saída negociada.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) fizeram o anúncio depois de o presidente Juan Manuel Santos rejeitar a mediação de governos estrangeiros e de líderes políticos para um processo de paz com a guerrilha.

Santos, recém-empossado no cargo, condiciona o diálogo à libertação de reféns da guerrilha, ao fim das suas atividades criminais e à aceitação por parte dos rebeldes de que poderão depor as armas durante o processo.

"Senhores presidentes, quando considerem oportuno estamos dispostos a expor numa assembleia da Unasul nossa visão sobre o conflito colombiano", disseram as Farc em declaração difundida pela Agência de Notícias da Nova Colômbia, órgão de comunicação da guerrilha.

"A paz da Colômbia é a paz do continente," acrescentou a nota, na qual o grupo admite estar sofrendo a maior ofensiva militar desde a sua fundação, em 1964.

A União das Nações Sul-Americanas (Unasul), grupo que reúne todos os países sul-americanos, ainda não se pronunciou, mas membros do governo já rejeitaram a hipótese de que as Farc tenham espaço nesse fórum.

O ministro da Defesa colombiano, Rodrigo Rivera, afirmou que seria "inaceitável" a presença da guerrilha em um organismo internacional, e o vice-presidente Angelino Garzón reiterou que o governo de Santos não necessita de intermediários para abrir um diálogo.

"Que (as Farc) sejam capazes de dizer ao povo colombiano que essa violência não tem sentido, não tem justificativa. Se o fizer, o próprio presidente já disse que para construir caminhos de paz ele não precisa de intermediários", disse Garzón, que começou a reassumir suas funções, duas semanas após uma cirurgia cardíaca.

O Equador, país que ocupa a presidência rotativa da Unasul, disse que o governo colombiano tem de ser ouvido sobre o pedido das Farc.

"Nós, como governo do Equador e atualmente na presidência da Unasul, respeitaremos absolutamente os critérios que o governo da Colômbia tiver em relação a essa comunicação por parte das Farc", afirmou o chanceler Ricardo Patiño a jornalistas.

O anúncio das Farc poderia ser um esforço para recuperar protagonismo em nível internacional, de acordo com analistas.

O grupo rebelde, considerado uma organização terrorista pelos Estados Unidos e a União Europeia, perdeu espaço ultimamente nos países da América Latina, onde seus líderes costumavam difundir sua posição.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.