Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Imagem mostra parte dos estragos causados pela explosão no centro de Estocolmo | Jonathan Nackstrand/AFP
Imagem mostra parte dos estragos causados pela explosão no centro de Estocolmo| Foto: Jonathan Nackstrand/AFP

Explosão em Bagdá provoca 18 mortes

Bagdá - Um suicida explodiu o próprio carro e provocou a morte de 17 pessoas, incluindo mulheres e idosos que esperaram para receber seus cheques da previdência. O acidente aconteceu ontem nas imediações de um escritório do governo em uma província no oeste de Bagdá.

Leia matéria completa

  • Imagem da televisão mostra os bombeiro tentando controlar o fogo

Estocolmo - A polícia da Suécia afirma que as explosões que atingiram o centro de Estocolmo, a capital do país, na tarde do último sábado, foram atos de terrorismo, aparentemente cometidos por um homem-bomba. Duas pessoas ficaram levemente feridas e uma terceira, que a polícia identificou como o terrorista, morreu.

O porta-voz da polícia, Anders Thornberg, diz que a investigação trata o ataque como "um crime de terror".

No sábado, um carro explodiu em uma rua movimentada de Estocolmo, causando pânico entre moradores que faziam compras de Natal. Pouco depois, uma segunda explosão foi ouvida perto dali, na mesma rua.

O Serviço de Segurança Sueco, que assumiu a investigação do caso, não confirmou a informação veiculada pela imprensa de que, minutos antes das explosões, recebeu um e-mail que pedia para "atingir" a Suécia por sua participação na guerra contra o grupo islâmico Taleban, no Afeganistão.

As autoridades suecas decidiram, por enquanto, não aumentar o grau da ameaça terrorista no país, embora tenham aumentado a quantidade de agentes em vários pontos importantes de Estocolmo.

Pouco depois das explosões, a imprensa sueca e as autoridades já falavam da suspeita de um ataque terrorista.

O ministro sueco das Relações Exteriores, Carl Bildt, confirma que foi evitada a "catástrofe" de um ataque terrorista.

"Houve uma tentativa muito preocupante de ataque terrorista em um setor muito povoado do centro de Estocolmo, que fracassou, mas que seria realmente catastrófica", escreveu Bildt, em mensagem veiculada pelo Twitter.

Ataque

Segundo o canal de tevê sueco SVT, as duas explosões ocorreram por volta das 17 h (14 h em Brasília). As explosões aconteceram próximas a um shopping center de Esto­­colmo, a uma distância de 200 me­­tros uma da outra.

A primeira explosão causou ferimentos leves em duas pessoas, de acordo com o porta-voz do serviço de emergência Bernt Norberg.

O canal estatal informou ainda que, próximo ao corpo do terrorista, havia uma mala cheia de pregos, que teria a finalidade de ampliar o impacto da explosão.

A agência de notícias sueca TT revelou que, no início da noite de sábado, dez minutos antes das explosões, recebeu um e-mail em árabe e em sueco alertando para "ações" iminentes e que convocava os "mujahedines" à rebelião na Suécia e em toda a Europa.

"Agora, suas crianças, mulheres, irmãs e amigos vão morrer", ameaçou o texto do e-mail, que fazia referência à presença das tropas suecas no Afeganistão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]