i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Oriente Médio

Irã e potências reúnem-se na próxima semana para discutir acordo nuclear

Encontro dará início a implementação das medidas de restrição do programa nuclear do Teerã em troca de alívio das sanções

  • PorReuters
  • 01/12/2013 08:52

Enviados do Irã e de seis potências mundiais vão se reunir na próxima semana para começar a trabalhar nas medidas para implementar um acordo sob o qual Teerã terá que restringir seu programa nuclear em troca de alívio das sanções, disse um dos principais negociadores do Irã.

O histórico acordo preliminar firmado em 24 de novembro entre a República Islâmica e os Estados Unidos, França, Alemanha, China, Rússia e Grã Bretanha é considerado como um primeiro passo na direção de resolver uma disputa que já dura uma década e que provocou temores de uma nova guerra no Oriente Médio.

A agencia de notícias estatal Fars disse que o vice-ministro das Relações Exteriores iraniano, Abbas Araqchi, afirmou em entrevista na televisão que Teerã estava aguardando em breve um contato de Helga Schmid, diplomata sênior da União Europeia.

""Schmid deve nos contatar esta semana e é provável que nossos especialistas negociem na semana que vem em Genebra ou Viena para encontrarem um mecanismo de implementação"," disse ele.

Mas, enfatizando anos de desconfiança mútua, Araqchi disse que o acordo não é legalmente obrigatório e que o Irã tem o direito de desfazê-lo caso as potências não cumpram a sua parte do acordo.

""No momento em que sentirmos que o lado oposto não está cumprindo suas obrigações ou que suas ações ficarem aquém do esperado, vamos voltar à nossa posição anterior e cessar o processo,"" disse Araqchi segundo a Fars. Ele é autoridade sênior da equipe de negociações do Irã. ""Não estamos de modo algum otimistas em relação ao outro lado –--estamos pessimistas-- – e já dissemos a eles que não podemos confiar."

Um alto diplomata ocidental descreveu a fase de implementação do acordo como sendo ""extremamente complexa e difícil".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.