i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ameaça

Irã mostra tendência para atacar em solo americano

  • PorAgência Estado
  • 31/01/2012 21:01

A suposta conspiração iraniana para assassinar o embaixador da Arábia Saudita nos Estados Uni­­dos sugere que os líderes do Irã estão predispostos a lançar ataques em solo norte-americano, conforme disse ontem o chefe da espionagem dos EUA, o diretor de Inteligência Nacional James Clap­­per. Ele deu as declarações a um comitê no Senado dos EUA.

A suposta conspiração para assassinar o embaixador da Ará­­bia no ano passado "mostra que alguns funcionários importantes no Irã - incluído o líder supremo, Ali Khamenei – mudaram seus cálculos e agora estão mais dispostos a conduzir um ataque nos EUA em resposta a ações reais ou percebidas dos EUA contra o regime", disse Clapper.

Clapper afirmou que os EUA também estão preocupados com a possibilidade de um ataque iraniano contra seus aliados. "A disposição do Irã em patrocinar fu­­turos ataques nos Estados Uni­­dos ou contra nossos interesses ao re­­dor do mundo provavelmente tomará forma a partir da avaliação que Teerã fará dos custos de uma ação dessas, como no caso do complô contra o embaixador (da Arábia)", disse. O Irã negou qualquer en­­volvimento na conspiração para matar o embaixador da Arábia e considerou a história como falsa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.